Portugal pode chegar hoje à sua sexta medalha de ouro nos Campeonatos do Mundo de atletismo, com Inês Henriques destacada favorita para a prova de 50 km marcha, que se vai desenrolar nas ruas de Londres.

A portuguesa, de 37 anos, é desde janeiro a recordista mundial da distância, que se estreia no calendário dos Mundiais, em termos femininos.

Quando se equaciona mesmo o fim dos 50 km marcha do programa olímpico, nos Mundiais chega-se finalmente à paridade entre provas masculinas e femininas, mas por entrada desta a menos de uma semana do fim do prazo de obtenção de marcas.

Certamente por essa incerteza até à última semana de julho, só estarão sete mulheres a marchar, entre os homens e com limitações de tempos de passagem impostos, para a penúltima volta.

A atleta ribatejana destaca-se, com uma marca que é melhor em 13 minutos do que a da segunda mais rápida, a chinesa Yin Hang, de apenas 20 anos. A linha de partida das 'pioneiras' completa-se com mais uma chinesa, três norte-americanas e uma brasileira.

Portugal já tem no historial uma medalha na marcha, com o bronze de Susana Feitor em Helsínquia2005, então treinada por Jorge Miguel, que agora orienta a carreira de Inês.

Ainda à procura de uma medalha, mas nos 20 km marcha, está Ana Cabecinha, presença habitual no ‘top-8’ das grandes competições desde os Jogos Olímpicos de 2008. O melhor foi o quarto lugar, há dois anos, em Pequim.

A favor da atleta bejense estará, este ano, a ausência das marchadoras russas - só está uma 'neutral' inscrita, sem grande palmarés.

Com menores aspirações, Portugal terá ainda dupla representação nos 50 km marcha em masculinos, através de Pedro Isidro e João Vieira, antigo vice-campeão europeu de 20 km marcha, agora com 41 anos.

Na pista, a jornada do último dia dos Mundiais de Londres só terá finais - sete no total.

Será, ao que tudo o indica, o dia de Allyson Felix, a norte-americana que no sábado chegou à 15.ª medalha e hoje deve atingir a 16.ª, na estafeta de 4x400 metros. A 15.ª, na estafeta de 4x100, ficou 'tapada' pela lesão de Bolt e pela derrota de Mo Farah, na légua.

A última grande corrida individual é a dos 1.500 metros masculinos. O queniano Asbel Kiprop defende o título, mas os favoritos são mais que muitos.

Já nos 800 metros femininos não se duvida da superioridade da sul-africana Caster Semenya.

Nos 5.000 metros, está Almaz Ayana, a etíope que defende o título e já em Londres ganhou os 10.000 metros. A concorrência é fortíssima, em termos de etíopes, quenianas e mesmo britânicas, mas é um nome incontornável.

Nos concursos, há finais do salto em altura, masculinos, e lançamento do disco, femininos.

Programa dos portugueses:

07:45: 50 km Marcha (M), com Pedro Isidro e João Vieira.

07:45: 50 km Marcha (F), com Inês Henriques.

12:20: 20 km Marcha (F), com Ana Cabecinha.

Programa das finais:

07:45: 50 km Marcha (M).

07:45: 50 km Marcha (F).

12:20: 20 km Marcha (F).

14:20: 20 km Marcha (M).

19:00: Salto em altura (M).

19:10: Lançamento do disco (F).

19:35: 5.000 metros (F).

20:10: 800 metros (F).

20:30: 1.500 metros (M).

20:55: 4x400 metros (F).

21:15: 4x400 metros (M).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.