Os atletas de marcha Sandra Silva e Rui Coelho lamentaram hoje a ausência da convocatória para representar Portugal nos Campeonatos Europeus de atletismo, que se disputam em Munique, Alemanha, de 15 a 21 de agosto.

Numa mensagem divulgada nas redes sociais, a marchadora Sandra Silva, que esteve recentemente presentes nos Mundiais de Eugene2022, referiu que, apesar de “cumprir todos os requisitos impostos” pela Federação Portuguesa de Atletismo (FPA), acabou por ficar de fora, esclarecendo que não abdicou da presença na competição.

“Fiquei de fora porque estou muito aquém das expectativas, mesmo com um recorde pessoal. Obrigado FPA pelo docinho e por logo a seguir me fazerem sentir um lixo”, afirmou a atleta.

Nos Mundiais, Sandra Silva concluiu a prova dos 35 quilómetros marcha na 35.ª posição, com o tempo de 3:17.23 horas, a 38.07 minutos da vencedora.

A marchadora está na lista de atletas elegíveis para o Europeus nos 35 quilómetros marcha, mas acabou por ficar de fora, tal como Rui Coelho, que também está nos elegíveis na mesma distância, não consta nos 43 convocados para Munique.

“É com profunda tristeza, revolta e sem justificações para vos dar que comunico que, por exclusiva decisão da Federação Portuguesa de Atletismo, não estou convocado para o Campeonato da Europa de atletismo a decorrer em Munique este mês, embora esteja apurado e a cumprir todos os requisitos definidos para tal. E isto sem que nenhum esclarecimento chegasse a mim, ao meu treinador ou ao meu clube, não vos conseguindo infelizmente transmitir mais informações”, referiu o atleta.

Rui Coelho, que também esteve nos Mundiais nos Estados Unidos, terminando no 39.º lugar os 35 quilómetros marcha, explicou que cumpria os requisitos para estar presente nos Europeus, manifestando a intenção de recorrer desta decisão.

“Resta-me agradecer a todos o apoio ao longo desta época, manifestando desde já a intenção de levar até ao fim todos os recursos, extrajudiciais e judiciais que tenho ao dispor para a resolução desta questão. Sem exceção, mais uma vez vou reunir todos os esforços por este objetivo e em nome da paixão e dedicação que nutro pelo desporto”, acrescentou.

A FPA confirmou quarta-feira a presença de 43 atletas nos Europeus, a maior delegação de sempre, que integra, pela primeira, um saltador em altura (Gerson Baldé), um lançador de dardo (Leandro Ramos) e uma estafeta de 4×400 metros.

Além de Pichardo, campeão olímpico em Tóquio2020 e mundial em Eugene2022, destacam-se na seleção portuguesa Patrícia Mamona, medalha de prata no triplo em Tóquio2020, João Vieira, quarto nos 50 km marcha dos últimos Jogos Olímpicos, e Auriol Dongmo, quarta em Tóquio2020.

João Vieira, com a sétima presença, vai tornar-se no atleta luso com mais participações Europeus, enquanto Inês Henriques, Sara Moreira e Patrícia Mamona vão chegar à sexta presença, o mesmo número que tem Fernanda Ribeiro.

Portugal conquistou 36 medalhas em Campeonatos da Europa de atletismo, 15 delas de ouro, 13 de prata e oito de bronze.

Rosa Mota subiu ao lugar mais alto do pódio na maratona em Atenas1982, Estugarda1986 e Split1990, enquanto na maratona de Helsínquia1994 e de Budapeste1998 a vencedora foi Manuela Machado.

Já Fernanda Ribeiro foi ouro nos 10.000 metros Helsínquia1994, distância em que António Pinto venceu em Budapeste1998 e Dulce Félix triunfou em Helsínquia2012.

Na velocidade, Francis Obikwelu venceu os 100 metros em Munique2002 e Gotemburgo2006, local onde também venceu os 200 metros.

Mais recentemente, Patrícia Mamona ganhou o triplo e Sara Amoreira a meia-maratona em Amesterdão2016, enquanto Nélson Évora, no triplo, e Inês Henriques, nos 50 km marcha, venceram em Berlim2018.

Assim, Portugal vai apresentar na Alemanha três atletas que já subiram ao lugar mais alto do pódio em Europeus: Patrícia Mamona, Inês Henriques e Sara Moreira.

Depois de Berlim2018, os Europeus voltam a disputar-se na Alemanha, uma vez que a

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.