Portugal vai participar no torneio de atletismo 'DNA – Indoors 2022', que se realiza em 05 de fevereiro, em Glasgow, com a participação também de seleções de Inglaterra, Escócia, Irlanda, País de Gales e Espanha.

A participação lusa, hoje conhecida, implica uma seleção de 18 elementos (nove masculinos e nove femininos), para o formato DNA, testado há três anos em Minsk, nos Jogos Europeus, virado para as provas de velocidade, saltos, lançamentos e estafetas, que se pretende mais virado para o espetáculo do que para as competições tradicionais.

A competição decorrerá com um elemento por equipa nas provas individuais - (60 metros (masculino e feminino), 60 metros barreiras (masculino e feminino), 800 metros (feminino), comprimento (feminino), altura (masculino), peso (masculino) - e equipas de estafetas mistas de 4×400 metros (dois homens, duas mulheres, equipas escolhem a ordem) e 2x2x200 metros (um homem e uma mulher) e a estafeta final ('the hunt'), que decidirá o triunfo num percurso de 800 metros (mulher), 600 metros (homem), 400 metros (mulher) e 200 metros (homem).

Os concursos serão em 'duelos' individuais, em dois grupos de três (todos contra todos), e depois os embates de atribuição da classificação final (3.º do grupo A contra 3.º do grupo B, 2.º do grupo A contra 2.º do grupo B e por fim primeiro do grupo A contra primeiro do grupo B, para atribuição dos 1.º e 2.º lugares).

A prova decorrerá no Emirates Arena de Glasgow, num horário concentrado de duas horas apenas, sem pausas.

A seleção portuguesa será conhecida nos próximos dias.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.