Os Houston Rockets anunciaram na quinta-feira a saída do extremo ‘All Star’ Carmelo Anthony do plantel, depois de cumprir apenas 10 jogos pelos texanos na Liga norte-americana de basquetebol (NBA) em 2018/19.

Em comunicado, o diretor-geral dos Rockets, Daryl Morey, anunciou a “separação”, afirmando que as duas partes estão a “trabalhar para encontrar uma solução”, sendo que o jogador assinara por um ano e 2,4 milhões de dólares.

“Carmelo teve um tremendo comportamento no tempo que passou nos Rockets e aceitou todos os papeis que o treinador Mike D’Antoni lhe deu, mas, o que imaginávamos para a equipa com a sua entrada, não se concretizou, pelo que era melhor seguir em frente, até porque outra decisão era injusta para ele”, explicou Morey.

Carmelo Anthony trocou, em julho, os Oklahoma City Thunder pelos Atlanta Hawks, que o libertaram, posteriormente, para que pudesse rumar aos Houston Rockets.

Os texanos achavam que o ex-jogador dos New York Knicks seria a peça ideal para superar os Golden State Warriors e repetir os títulos de 1994 e 1995, mas a época 2018/19 não começou bem, com seis triunfos e sete derrotas.

“Vimos com as coisas funcionavam e a nossa forma de jogar, possivelmente, não era propícia para o jogo dele. Ele estava a tentar fazer os sacrifícios necessários, mas isso não era justo para um ‘Hall of Fame’ como ele. Não foi bom para nós, simplesmente não resultou”, disse, por seu lado, Mike D’Antoni.

Com 34 anos e 10 vezes ‘All Star’, Carmelo aceitou um papel de reserva nos Rockets, pelos quais conseguiu, em 10 jogos, as médias de 13,4 pontos e 5,4 ressaltos, em 29,4 minutos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.