A seleção portuguesa de basquetebol dominou e venceu hoje de forma clara a sua congénere de Angola por 92-84, num embate que chegou a liderar por 22 pontos, arrebatando o I Torneio Internacional de Matosinhos.

Depois do triunfo de quarta-feira sobre a Eslováquia (75-70), que na quinta-feira perdeu com os angolanos por 86-59, a formação comandada por Mário Gomes superou o conjunto africano apoiada num grande segundo período (27-15).

Portugal, que já havia comandado o primeiro parcial (20-16), chegou ao intervalo com 16 pontos à maior (47-31) e só permitiu que o conjunto comandado pelo espanhol Pep Clarós reduzisse a diferença para a ‘casa’ das unidades nos últimos segundos.

No terceiro período, a seleção lusa castigou as muitas faltas angolanas com sucessivos lances livres – 33 marcados em 47 tentados ao longo de todo o jogo -, chegando a uma vantagem de 22 pontos (61-39), para acabar a liderar por 17 (75-58).

A seleção angolana, que prepara a participação no Afrobasket (24 de agosto a 05 de setembro, no Ruanda), ainda reduziu para oito pontos no último período, mas já nos segundos finais, com o jogo decidido.

Na equipa lusa, com Pedro Bastos, Daniel Relvão e João Guerreiro em vez de Ricardo Monteiro, João Grosso e Diogo Gameiro, em relação ao jogo com a Eslováquia, destaque para os 74% nos ‘tiros’ de dois pontos (23 em 31), contra os 48% (21 em 43) dos angolanos.

Sasa Borovnjak, com 16 pontos, Diogo Brito, com 14, Diogo Ventura, com 13, e Gonçalo Delgado, com 10 pontos e seis ressaltos, foram os melhores da formação lusa, sendo que começaram todos no banco – 27 pontos dos titulares.

Na formação angolana, o melhor foi Gerson Gonçalves, com 17 pontos, seis assistências e três ressaltos, secundado por Edson Ndoniema e Childe Dundão, ambos com 13 pontos.

No sábado, pelas 18:30, os angolanos voltam a testar Portugal, que prepara a participação no Grupo C da segunda ronda de pré-qualificação para o Mundial de 2023, no qual defronta Suécia e Luxemburgo, em Matosinhos, de 12 a 18 de agosto.

Depois, o ‘cinco’ de Mário Gomes joga fora com a Suíça, em 29 e 30 de julho, voltando, então, a Matosinhos, onde defronta Cabo Verde (05 de agosto) e os suíços (06), antes dos embates com os escandinavos (12 e 16) e os luxemburgueses (13 e 17).

Para alcançar um lugar na fase de qualificação europeia, juntando-se às 24 equipas já apuradas, Portugal precisa de ficar num dos dois primeiros lugares do agrupamento.

O Mundial de basquetebol de 2023 realiza-se na Indonésia, Japão e Filipinas, de 01 a 17 de setembro.

Jogo no Centro de Desportos e Congresso de Matosinhos.

Portugal - Angola, 92-84.

Ao intervalo: 47-31.

Sob a arbitragem de Fernando Rocha, Paulo Marques e Jorge Cabral, as equipas alinharam e marcaram:

- Portugal: José Barbosa (9), Pedro Bastos (9), Daniel Relvão (8), Vladyslav Voytso e Miguel Queiroz (1). Jogaram ainda Diogo Brito (14), Diogo Ventura (13), Francisco Amarante (8), Gonçalo Delgado (10), Sasa Borovnjak (16), João Guerreiro (2) e Sérgio Silva (2).

Selecionador: Mário Gomes.

- Angola: Childe Dundão (13), Teotónio Pó (4), Eduardo Mingas (3), Glofate Buiamba (4) e Mohamed Malick (3). Jogaram ainda Yanick Moreira (10), Gerson Gonçalves (17), Edson Ndoniema (13), Jilson Bangó (4), Aboubakar Gakou (9), Hermenegildo Santos e Jaques Conceição (4).

Selecionador: Pep Clarós.

Marcha do marcador: 20-16 (primeiro período), 47-31 (intervalo), 75-58 (terceiro período) e 92-84 (resultado final).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto