O pugilista francês Tony Yoka, campeão olímpico de superpesados (+91 kg) foi suspenso por um ano por infringir as regras antidopagem, com três falhas na sua localização, confirmou hoje o seu advogado.

“É uma sanção pesada para algo que a própria Agência Francesa de Luta contra o Doping reconhece ter sido uma negligência administrativa”, afirmou o causídico Arnaud Péricard, em declarações ao canal televisivo Franceinfo, acrescentando que vai recorrer da decisão.

Yoka, de 26 anos, falhou nos procedimentos de localização para se submeter a controlos inopinados por três vezes num ano, tendo, por isso, sido igualmente suspenso por um ano pela federação francesa de pugilismo.

No Rio2016, Yoka conquistou a medalha de ouro ao bater na final o britânico Joe Joyce.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.