A primeira etapa da Volta a Burgos foi conquistada por Felix Groubschartner, da Bora (com o português João Almeida a oito segundos), mas a tirada ficou marcada pela queda a 54 quilómetros da meta.

A queda afetou o pelotão e levou às desistências de Sergio Henao, da Ineos e do holandês Gijs Leemreize, da Jumbo Visma, que foi o que ficou em pior estado após a corrida.

A TVE, televisão espanhola, avançou que Leemreize tinha sofrido a amputação de um dedo de uma das mãos num raide de proteção. A informação foi confirmada pela Jumbo-Visma, que adientou que o ciclista já estava no hospital e iria ser sujeito a cirurgia para tentar reconstruir o dedo danificado.

O holandês estreou-se esta temporada com a Jumbo-Visma, tendo assinado um contrato com a equipa válido até 2024.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.