O ciclista esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma) disse sentir-se "preparado" para o arranque da Volta a França, no sábado, com o colega de equipa holandês Tom Dumoulin a descartar um confronto entre a sua formação e a INEOS.

"Estou aqui na partida [em Nice], são muito boas notícias e estou feliz de cá estar. Estou preparado, assim como toda a gente na equipa", atirou o esloveno, em conferência de imprensa.

Apesar da queda duas semanas antes, no Critério do Dauphiné, os treinos em altitude ajudaram o vencedor da Volta a Espanha em 2019 a melhorar a tempo da partida.

"Demorou um pouco a voltar ao que estava a treinar, mas estou feliz por conseguir gerir a situação. Mal posso esperar por sábado", explicou o ciclista.

Se Roglic não se referiu ao atual vencedor, o colombiano Egan Bernal, e a sua equipa, a INEOS, Tom Dumoulin assegurou que a prova não será "a Jumbo-Visma contra a INEOS" e afirmou, na mesma conferência de imprensa, que há "muitos corredores" na luta pela camisola amarela.

O holandês está de regresso após 420 dias sem competição, tendo voltado no Tour de l'Ain, entre 07 e 09 de agosto, e depois no Dauphiné, apresentando-se com "forma melhorada" e com a ambição de melhorar o segundo lugar que conseguiu em 2018.

"Eu e o Roglic estamos a apontar para a geral, estaremos próximos do pódio. Estando os dois próximos do pódio na última semana, veremos o que vai acontecer", referiu.

A 107.ª edição da Volta a França arranca no sábado, em Nice, e termina em 20 de setembro, em Paris.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.