A seleção portuguesa de futebol de praia iniciou hoje a primeira etapa da Liga Europeia com uma vitória por 7-2 diante do Azerbaijão, mas resolvida apenas no último período do encontro, no qual apontou quatro golos.

Léo Martins, com um ‘hat-trick’, aos cinco, 18 e 34 minutos, foi a figura do encontro, no qual Bê Martins, aos 11, Bruno Torres, aos 32, Nuno Belchior, aos 32, e Rui Coimbra, aos 34, também marcaram, enquanto do lado do Azerbaijão os autores dos tentos foram Amid Nazarov e Sabir Allahguliyev, ambos aos 14 minutos.

O selecionador Mário Narciso apostou na experiência para compor o ‘cinco’ titular da equipa das ‘quinas’, com o guarda-redes Elinton Andrade, o fixo Rui Coimbra, os alas Bê Martins e Nuno Belchior e o pivô Léo Martins, num dia algo ‘cinzento’ na Nazaré.

A velocidade de Léo Martins permitiu a Portugal abrir o marcador, aos cinco minutos, com um remate potente, após aproveitar um mau passe do capitão azeri Asif Zeynalov, sem grandes hipóteses para o guarda-redes Elchin Gasimov, lento a efetuar a ‘mancha’.

Portugal mostrava superioridade face à equipa do Azerbaijão e ampliou a vantagem à passagem dos 11 minutos, numa bola parada convertida por Bê Martins, a bater o guarda-redes contrário e a levar uma margem segura para o segundo período do jogo.

No entanto, a reação azeri foi contundente e, no espaço de poucos segundos, Portugal foi surpreendido e viu o adversário alcançar a igualdade, primeiro por Amid Nazarov, aos 14, através de um pontapé de bicicleta executado de forma irrepreensível.

No mesmo minuto, uma tentativa falhada de corte de cabeça de Von colocou a bola à mercê de Sabir Allahguliyev, que apenas teve de encostar, perante uma seleção portuguesa que teve de aumentar a qualidade do seu jogo para regressar à vantagem.

Já depois de uma grande penalidade desperdiçada por Rui Coimbra, o golo luso chegou com novo pontapé de bicicleta de grande nível, aos 18, por Léo Martins, a ‘bisar’ na partida e a deixar Portugal um pouco mais tranquilo para o derradeiro período do jogo.

Os últimos 12 minutos traduziram-se em quatro golos portugueses sem resposta: o 4-2 surgiu aos 32, por Bruno Torres, a cabecear sem oposição após um canto de Rodrigo Pinhal, enquanto o quinto foi apontado logo de imediato por Nuno Belchior, de livre.

Com o triunfo assegurado, uma excelente jogada individual de Léo Martins permitiu ao pivô de 31 anos completar o ‘hat-trick’, aos 34, minuto em que Rui Coimbra fechou o marcador, num penálti que, desta vez, não falhou.

No outro jogo da primeira jornada do Grupo A da Liga Europeia, a decorrer entre 17 e 19 de junho no Estádio do Viveiro – Jordan Santos, na Nazaré, a Ucrânia necessitou do tempo extra para derrotar a Alemanha, por 3-2, após 2-2 no fim do tempo regulamentar.

Como precisou do prolongamento, a Ucrânia conquistou apenas dois pontos, o que permite a Portugal isolar-se no primeiro posto do agrupamento, com três, enquanto alemães e azeris partem da última posição, sem pontos, para a segunda jornada da competição, em que Portugal terá pela frente a Alemanha, às 12:45 de sexta-feira.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.