A jogadora portuguesa de futsal Fifó manifesta o desejo de conquistar o primeiro Europeu de sempre organizado pela UEFA, admitindo que jogar em solo português pode ser decisivo frente às seleções da Ucrânia, Rússia e Espanha.

"Estamos muito empenhadas, focadas e é uma competição diferente de todas as outras. É o campeonato da Europa, o primeiro, e, sendo em nossa casa, pode ser um fator positivo. Ambicionamos muito deixar o título em casa", disse Ana Sofia Gonçalves, conhecida como Fifó, em entrevista à agência Lusa.

A universal do Benfica, de 18 anos, é a jogadora mais nova das 14 convocadas para representar Portugal na fase final no Pavilhão Multiusos de Gondomar, mas tira uma eventual pressão dos ombros, afirmando que não é tratada de forma diferente.

"Aqui temos todas a mesma margem de erro. Não é por ser a mais nova que deixo de ter mais ou menos preocupações. Tratam-me de maneira igual", assegurou.

Fifó lembra que qualquer uma das seleções é "favorita" a vencer a competição, contudo defende que para atingir a final de domingo Portugal precisa de duas coisas, muito trabalho e união.

A seleção ucraniana tem armas para poder surpreender a equipa das ‘quinas' nas meias-finais, segundo Fifó, que adverte para a concentração máxima na quadra.

"Vai ser um duelo duro, temos que encarar todos os jogos como se fosse o último e só assim vamos conseguir chegar à final e mostrar que somos melhores. Temos que estar muito concentradas, porque são uma seleção boa e pode vir a surpreender-nos", alertou.

Juntamente com Ana Catarina, Sara Ferreira, Janice Silva e Inês Fernandes, Fifó acredita que as rotinas que criaram no Benfica pode beneficiar a seleção, dada a "cumplicidade" que têm quando jogam juntas.

"É sempre mais fácil quando temos mais do que uma colega de equipa no grupo. Nós as cinco conhecemo-nos muito bem e é uma mais valia para termos muita cumplicidade para jogar dentro do campo. Pode ser um fator decisivo a nosso favor", concluiu a jogadora, que foi decisiva na conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude.

Portugal carimbou a presença entre as quatro melhores seleções da Europa graças aos triunfos frente à República Checa (12-0), à Finlândia (3-1) e à Sérvia (11-0).

A fase final realiza-se no Pavilhão Multiusos de Gondomar, onde a equipa das ?quinas' vai defrontar a Ucrânia nas meias-finais, em 15 de fevereiro, pelas 21:45, enquanto a Espanha enfrenta a Rússia, no mesmo dia, pelas 19:00. A final da competição está agendada para as 18:30, do dia 17.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.