A seleção portuguesa de futsal voltou a vencer o Japão, desta feita por 2-1, no segundo e último encontro particular entre as duas equipas em Matosinhos, com Zicky Té em destaque ao fazer um golo e uma assistência.

Em novo jogo de preparação para a fase final do Campeonato do Mundo 2024, que se realizará no Uzbequistão, entre 14 de setembro e 06 de outubro, o pivô do Sporting abriu a contagem com 'nota artística', de calcanhar, para os campeões mundiais, aos 12 minutos de jogo, para depois Bruno Coelho ampliar a vantagem, aos 18.

Os japoneses ainda reduziram no segundo tempo, por intermédio de Shoto Yamanaka, aos 27, mas foram incapazes de contestar o maior poderio luso.

O primeiro tempo teve um ritmo substancialmente mais baixo quando comparado com a entrada avassaladora da seleção das ‘quinas’ no duelo do passado sábado, com os nipónicos a ajustarem marcações e a defenderem de forma mais pressionante.

Ainda assim, Portugal voltava a mostrar superioridade, exibindo um volume de oportunidades superior no início da partida, como foi a tentativa de ‘chapéu’ por Afonso Jesus, aos seis minutos, que viu a bola passar a centímetros do poste, após um grande drible sobre o seu opositor pela esquerda.

O golo inaugural surgiu, portanto, com naturalidade, no minuto seguinte, num grande movimento de pivô por Zicky Té, que, de costas para a baliza, surpreendeu com um remate de calcanhar, que o guarda-redes adversário só parou quando a bola já transpunha a linha de golo.

A vantagem no marcador serviria de catalisador para uma maior assertividade nas manobras ofensivas lusas e Carlinhos quase marcou ao minuto 15, numa excelente arrancada individual.

A dois minutos do descanso, Portugal chegaria aos dois golos de vantagem, quando Bruno Coelho procurou Zicky Té para tabelar e, de primeira e em posição muito favorável, rematou forte para o 2-0, sem hipóteses para o guardião japonês.

Já no segundo tempo, aos 27, o conjunto asiático conseguiu reacender a discussão do resultado, na sequência de um pontapé de canto em que o conjunto de Jorge Braz deveria ter defendido de forma mais ativa, com Shoto Yamanaka a aparecer sozinho em boa posição, disparando com colocação para o fundo das redes.

Ainda que o encontro tenha entrado numa fase de incerteza nos minutos finais, de pontuais lances de perigo para os dois lados, o resultado final não se alterou e consumou-se mais uma vitória para Portugal.

Jogo realizado no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos.

Portugal – Japão, 2-1.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Zicky Té, 12 minutos.

2-0, Bruno Coelho, 18.

2-1, Shoto Yamanaka, 27.

Equipas:

- Portugal: André Correia, João Matos, Tomás Paçó, Pauleta e Zicky Té. Jogaram ainda Eduardo Sousa, Bruno Coelho, Pany Varela, Erick Mendonça, Afonso Jesus, Edmilson Kutchy, Lúcio Rocha, Bruno Pinto, Carlos Monteiro e Diogo Santos.

Treinador: Jorge Braz.

- Japão: Guilherme Kurumoto, Tomoki Yoshikawa, Yuta Tsutsumi, Sora Kanazawa e Kazuya Shimizu. Jogaram ainda: Fábio Fiuza, Takuya Uehara, Kentaro Ishida, Kaito Yamada, Keita Nakashima, Hirata, Kokoro Harada, Takumi Nagasaka, Kazuhiro Nibuya, Yusei Arai e Shoto Yamanaka.

Treinador: Kenichiro Kogure.

Árbitros: David Urdanoz (Espanha) e Pablo Delgado Sastre (Espanha).

Ação disciplinar: Sem admoestações registadas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.