O golfista Francesco Molinari selou hoje o primeiro ‘major’ da história da Itália, ao conquistar a 147.ª edição do ‘The Open’, o Open Britânico, depois de uma quarta volta isenta de erros, em Carnoustie, Escócia.

Num dia complicado, face ao vento, Molinari, de 35 anos, cumpriu o percurso em 69 pancadas, duas abaixo do par, ao marcar dois ‘birdies’ já na parte final, nos buracos 14 e 18, e não fazer um único ‘bogey’, para um total de 276, oito abaixo do par.

Molinari ganhou com duas pancadas de avanço sobre um quarteto, composto por pelo inglês Justin Rose (duas abaixo no último dia), o norte-irlandês Rory McIlroy (uma abaixo) e os norte-americanos Kevin Kisner e Xander Schauffele (ambos três acima).

No sexto posto, acabaram o inglês Eddie Pepperell e os norte-americanos Kevin Chapell e Tiger Woods, que conseguiu o seu melhor registo num ‘major’ desde 2013 e chegou a liderar isolado a prova, a meio da volta.

Com Kisner, Schauffele e o também norte-americano Jordan Spieth, campeão em título, a somar ‘bogeys’, Tiger Woods chegou isolado ao comando após uns primeiros nove buracos em que esteve quase perfeito, com dois ‘birdies’ e nenhum ‘bogey’.

Um ‘duplo bogey’ (duas pancadas acima) no 11.º buraco, no qual tinha feito ‘birdie’ nos três primeiros dias, seguido por um ‘bogey’ no 12.º afastaram-no da luta pelo título, ele que fez a última volta lado a lado precisamente com Molinari.

O italiano foi somando para atrás de par e isso foi suficiente para ascender ao grupo da frente, que chegou a ter seis golfistas, todos com seis pancadas abaixo do par.

Na parte final, Molinari subiu ainda mais o seu nível e, com dois ‘birdies’, acabou por ganhar com duas pancadas de vantagem sobre Rose, McIlroy, Kisner e Schauffele e três face a Pepperell, Woods e Chapell.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.