A anfitriã Argentina conquistou no sábado pela sexta vez, e primeira desde 2014, o Mundial feminino de hóquei em patins, ao bater na final a tricampeã em título Espanha por 3-0, em San Juan.

A formação ‘albiceleste’ resolveu o encontro na primeira dezena de minutos, nos quais conseguiu marcar dois golos, aos três e 10, ambos por Julieta Fernández, que se transformou rapidamente na grande protagonista do encontro.

O conjunto espanhol tentou responder, mas esbarrou sempre na guarda-redes argentina Anabella Flores.

A formação da casa não concedeu qualquer golo e, já na segunda parte, aos 35 minutos, sentenciou em definitivo a final, ao chegar ao terceiro golo, por intermédio de Adriana Soto.

O resultado já não se alterou e a festa instalou-se no ‘estádio’ Aldo Cantoni, onde a Argentina repetiu os sucessos de 1998, 2002, 2004, 2010 e 2014, num percurso em que superou Portugal nas meias-finais, com um claro triunfo por 5-1.

A formação sul-americana conta agora apenas menos um cetro do que a Espanha, que falhou o que seria o seu quarto título consecutivo, mantendo-se com sete troféus, arrebatados em 1994, 1996, 2000, 2008, 2016, 2017 e 2019.

No jogo de atribuição do terceiro lugar, Portugal, que nunca venceu a competição, tendo sido ‘vice’ em 1998, 2000, 2008 e 2016, impôs-se à Itália por 3-0, com um ‘hat-trick’ de Inês Severino.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.