O SL Benfica vai solicitar ao HC Braga e Física a formação de um grupo no sentido de pressionar a Federação de Patinagem de Portugal a assumir uma posição ante o Comité Europeu de Rink-Hockey (CERH), depois da escolha do Pavilhão de Vilanova (Espanha) para a final-four da Taça CERS.

SL Benfica, HC Braga e Física são os três representantes nacionais na final-four da Taça CERS. A escolha do pavilhão de Vilanova, em Espanha, deixou os clubes nacionais indignados com a escolha do organismo europeu de hóquei em patins.

«O Benfica vai apresentar uma proposta às outras equipas portuguesas presentes na final-four, para pedir à federação que tome uma posição junto do CERH, na defesa dos clubes nacionais», disse José Trindade, responsável pela secção de hóquei em patins do Benfica, ao diário Record.

O dirigente encarnado criticou ainda os critérios de escolha do CERH, classificando-os de «pouco transparentes».

«Os critérios do comité continuam a ser pouco transparentes», disse José Trindade, lembrando ainda que, «num ano nada mudou, continuando esta época com o mesmo reduzido caderno de encargos».

Sobre a escolha do CERH ter recaído no Pavilhão de Vilanova, Trindade afirma que o recinto não tem «o mínimo de condições de segurança».

«Os pavilhões que recebem uma final europeia devem ter condições adequadas à importância da competição. Eu conheço bem o pavilhão do Vilanova. Não tem o mínimo de condições de segurança para receber uma final-four.»

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.