O pavilhão Palanca Negra Gigante inaugurado segunda-feira pelo vice-presidente da República, Manuel Vicente, possui três pisos e tem capacidade para albergar 3 mil espetadores, ocupando uma área de 38 mil 976 metros quadrados.

Construído por uma empresa angolana denominada “Omatapala”, onde estiveram envolvidos mais de 70 trabalhadores, as obras do pavilhão duraram cerca de nove meses. O pavilhão ocupa uma área de 4 mil e 10 metros quadrados.

Os quadros angolanos trabalharam em diversas áreas como carpintaria, serralharia, carpintaria de cifragem, pedreiros, técnicos de segurança, recursos humanos e serviços administrativos, técnicos financeiros, motoristas e seguranças.

O pavilhão comporta um parque de estacionamento para mais de 500 viaturas e possui quiosques, bares, cinco casas de banho femininos e cinco masculinos, entre outros compartimentos.

A obra possui duas cabines de imprensa, uma área VIP, locais de apoio, outros acessos, bancos de plásticos, dois camarotes com 140 lugares.

A empreitada tem uma entrada VIP presidencial, acesso de entrada para a imprensa e atletas, rampa para deficientes, bem como três acessos para o público em geral na parte traseira, assim como uma saída de emergência.

As instalações foram abençoadas pelo arcebispo da Arquidiocese de Malanje, D. Benedito Roberto, tendo na ocasião considerado que as mesmas poderão transformar positivamente os tempos livres dos cidadãos em momentos saudáveis.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.