A eslovena Teja Gregorin acusou positivo num controlo antidoping feito em 2010 nos Jogos Olímpicos de Inverno. De acordo com a AFP, as amostras dessa altura foram analisadas uma segunda fez sendo detetada uma susbtância proibida.

A atleta esloveno de biatlo é a única cuja amostra aponta a existência de um estoróide anábolico proibido na competição. Aos 37 anos, a atleta que venceu uma medalha de bronze nos Jogo Olímpicos Inverno de 2014 vê ser colocada em causa a sua prestação na competição de 2010 onde ficou em quinto lugar.

O comité olímpico internacional fez mais de mil análises a amostra de urina antigas. Cerca de 70% dos atletas que competiram nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010 viram as suas análises ser repetidas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.