O patinador Diogo Marreiros venceu hoje a prova dos 10 mil metros por pontos a eliminar no Europeu da patinagem de velocidade, conquistando a primeira medalha de ouro de sempre em seniores para Portugal na modalidade.

“Sinto-me tão feliz. Trabalhámos imenso em Lagos, eu e o meu treinador - professor Paulo Baptista -, o Martyn Dias, o Miguel Bravo e o Manuel Martins. Fizemos um trabalho incrível e, conseguir trazer este resultado para nós, por todo aquele trabalho que fizemos este ano, é incrível e é um sonho cumprido”, realçou Diogo Marreiros em declarações reproduzidas em comunicado pela Federação de Patinagem de Portugal (FPP).

O saldo para Portugal no dia de arranque do Europeu, que decorre em Canelas, Vila Nova de Gaia, traduziu-se em quatro medalhas: uma de ouro e três de prata.

“Os patinadores da seleção nacional de patinagem de velocidade entraram da melhor maneira em pista, no primeiro dia de provas do campeonato europeu da modalidade, em Canelas”, salientou a FPP.

Na prova dos 5 mil metros por pontos, Miguel Monteiro venceu a medalha de prata, no escalão de juvenis. “O objetivo era o ‘top’ cinco. Consegui o segundo lugar, graças à minha equipa, esta medalha é minha e deles e de todos os meus colegas. Emocionei-me logo, nem sabia o resultado, mas sabia já que tinha sido bom, por isso vieram-me logo as lágrimas aos olhos”, relatou o atleta.

Também na prova dos 10 mil pontos a eliminar, Marco Lira venceu a medalha de prata, desta feita no escalão de juniores. “Foi uma boa prova, muito dura. Ganhar o segundo lugar foi bom, mas claro que o objetivo era o ouro. Foi o primeiro dia, ainda há muitos pela frente e vou à luta pelo ouro. Estou motivado para amanhã [terça-feira]e para os próximos dias e vamos com tudo”, lançou Marco Lira.

A terceira medalha de prata do dia, ficou entregue na prova dos 500 metros sprint de equipas, no escalão de juvenis, aos patinadores António Piteira e Jéssica Rodrigues.

“Foi uma grande alegria. Todo o meu trabalho deu frutos, mas também com uma companheira como a Jéssica é fácil. Isto reflete muito trabalho, tanto da minha parte como da parte da Jéssica. Fomos sempre muito aplicados nos treinos e sempre com o foco, desde o início da época, de ganhar uma medalha no Europeu. E ainda estamos à espera de ganhar mais uma ou duas”, assinalou o atleta.

Por seu turno, Jéssica Rodrigues afirmou ter trabalhado muito para ter uma medalha destas, destacando que foi conquistada em equipa. “Fico muito mais feliz porque é um trabalho dos dois”, vincou.

Na terça-feira, a competição arranca às 10:00, com as provas de 500 metros sprint e de 5 mil e 10 mil a eliminar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.