A esquiadora norueguesa de cross-country Marit Bjoergen, a atleta mais medalhada na história dos Jogos Olímpicos de Inverno, anunciou hoje que irá colocar fim à sua carreira, aos 38 anos, no final da presente temporada.

“Sinto que já não tenho motivação para estar a 100 por cento por mais uma temporada e é por isso que decidi parar”, disse Marit Bjoergen numa entrevista à televisão pública norueguesa (NRK), acrescentando que se despedirá nos campeonatos em Alta.

O anúncio de Marit Bjoergen surge apenas três dias após o biatleta masculino mais medalhado na história dos Jogos Olímpicos de Inverno, o também norueguês Ole Einar Bjoerndalen, ter revelado que iria terminar a carreira, aos 44 anos, no final da época.

Com as duas medalhas de ouro conquistadas nos Jogos Olímpicos de PyeongChang2018, Marit Bjoergen ultrapassou o seu compatriota Ole Einar Bjoerndalen, e passou a somar um total de 15, sendo oito de ouro, quatro de prata e três de bronze.

O biatleta Ole Einar Bjoerndalen, a participar no circuito profissional desde 1993, mas que não participou em PyeongChang2018, despediu-se com um total de 13 medalhas olímpicas conquistadas, das quais oito de ouro, quatro de prata e uma de bronze.

Do palmarés da norueguesa Marit Bjoergen, especialista na disciplina de cross-country (esqui de fundo), constam ainda 26 medalhas conquistadas em Taças do Mundo, 18 das quais de ouro.

O compatriota Bjoerndalen, por seu lado, conquistou 20 títulos mundiais, seis globos de cristal, 95 vitórias individuais, incluindo uma em esqui de fundo (cross-country), e um total de 179 pódios nas provas da Taça do Mundo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.