Miguel Oliveira aterrou na tarde desta segunda-feira em solo português e, ainda no aeroporto Humberto Delgado, falou aos jornalistas.

O piloto da Red Bull KTM Tech, que domingo logrou a sua primeira vitória - e a primeira de um piloto português - em Moto GP, começou por agradecer todas as felicitações que tem recebido. "Tem sido inexplicável o sentimento de gratidão que tenho por ter recebido tantas mensagens, tanto apoio... Quero agradecer a todos os fãs, a todos os portugueses, que vibraram tanto ou mais do que eu naquela última volta. Muito obrigado!", começou por dizer.

O primeiro português de sempre a vencer uma corrida na categoria rainha do motociclismo já pensa até em voos mais altos.

Agora, conseguida a primeira vitória, no Grande Prémio da Estíria, na Áustria, já aponta a novos objetivos e a voos ainda mais altos. "É, obviamente, um sonho ser campeão do mundo, mas é também um objetivo. Se continuar nesta senda de pódios e vitórias, é possível. Estamos a ter uma situação distinta das restantes temporadas e as corridas são imprevisíveis. Julgo que o importante é manter a consistência", sublinhou.

Quanto à épica ultrapassagem na última curva no circuito de Spielberg, que lhe valeu a vitória de domingo, Miguel Oliveira explicou como tudo aconteceu. "É sempre importante raciocinar em cima da moto e saber ler os adversários. Parece fácil visto de fora, mas existe muito foco nesses momentos. A última volta de ontem foi uma questão de oportunidade e de colocar-me no sítio certo à hora certa. Eu próprio fiquei arrepiado. Tudo se passou muito rápido... Chegar à bandeira de xadrez em primeiro lugar é uma explosão de alegria imensa", reconheceu.

Com o Grande Prémio de Portugal marcado mais para a frente no Campeonato, a fechar a temporada de 2020 no MotoGP, Miguel Oliveira salienta que não sabe muito bem o que esperar, tal como os restantes pilotos, mas reconhece ter a vantagem de conhecer melhor a pista. "O GP de Portugal vai ser muito incerto porque não podemos testar na pista. A maior parte dos pilotos não conhece a pista e eu conheço. Penso que tenho essa ligeira vantagem. Mas será uma grande festa e o meu desejo é que consiga vencer, claro", disse a terminar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.