O piloto italiano Andrea Dovizioso recusou renovar contrato com a Ducati e deixará a equipa transalpina de MotoGP no final da temporada, anunciou hoje o empresário italiano Simone Battistella.

"Dovizioso decidiu comunicar à Ducati que não continuará em 2021. Não há condições para renovar", disse, em declarações à Sky Italia.

A Aprilia poderá, agora, ser o destino de Dovizioso, pois todos os outros lugares da grelha estão já ocupados.

A informação acabaria confirmada pelo diretor desportivo da Ducati, o italiano Paolo Ciabatti, que acredita ainda ser possível "ganhar corridas com ele".

No entanto, o responsável admitiu que o regresso do espanhol Jorge Lorenzo, retirado no final de 2019, "é uma opção".

Andrea Dovizioso deixa, assim, a Ducati após oito anos, tendo sido vice-campeão de MotoGP nos últimos três.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.