O piloto Bruno Magalhães (Skoda Fabia R5) foi hoje oitavo na qualificação do Rali das Canárias, enquanto Diogo Gago (Peugeot 208 R2) foi o terceiro da segunda prova do Europeu de Ralis, mas na categoria Júnior Sub-27.

Bruno Magalhães cumpriu a espécie de prólogo em 2.05,365 minutos, ficando a 3,265 segundos do letão Nikolay Gryazin (Skoda Fabia R5), o mais rápido em prova, com 101,13 quilómetros/hora.

O piloto português, que faz equipa com Hugo Magalhães, defende o terceiro lugar de 2017, a mesma posição com que concluiu a primeira prova do campeonato, no Rali dos Açores, em abril.

Aloísio Monteiro tinha previsto participar no Rali das Canárias, mas há uma semana deu conta da falta de orçamento, depois da FIA ERC ter voltado atrás nos prometidos apoios, de baixar os custos das inscrições, transportes via marítima, bem como das peças de substituição.

Diogo Gago, que venceu o Rali dos Açores na sua categoria, cumpriu o curto traçado em 2.15,090, sendo batido apenas pelo espanhol Effrén Llarena, a 494 milésimos de segundo, e o austríaco Simon Wagner, a 118 milésimos, ambos também com Peugeot 208 R2.

Sendo este um rali de asfalto, a ordem dos competidores na estrada não é tão determinante para o sucesso.

O Europeu de Ralis é composto por oito etapas, seguindo depois para Grécia, Chipre, Itália, República Checa, Polónia e Letónia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.