O rali Dakar de todo-o-terreno de 2020, que será disputado pela primeira vez na Arábia Saudita, está a poucos dias de começar e vai contar com onze portugueses, entre motas (seis), carros (três), SSV (um) e camiões (um).

Paulo Gonçalves (Hero) volta a ser o cabeça-de-cartaz da armada lusa. O piloto de Esposende, segundo classificado em 2015, deixou a Honda depois do Dakar deste ano e agora, com o dorsal 8, faz equipa com o cunhado Joaquim Rodrigues Jr., que terá o dorsal 27.

Mário Patrão mantém-se na equipa da KTM, com o número 31, enquanto o luso-germânico Sebastian Bühler (KTM) é o 32. Fausto Mota, há vários anos radicado em Espanha, corre com o 38, com uma Husqvarna, enquanto António Maio leva o 53 na sua Yamaha.

Nos carros, o navegador Filipe Palmeiro acompanha o piloto russo Boris Garafulic (Mini número 313), numa prova que marca a estreia dos irmãos Porém, Ricardo e Manuel, nesta categoria com um Borgward oficial (332).

Pedro Bianchi Prata alinha como navegador do piloto de ralis do Zimbabué Conrad Rautenbach (PH Sport) na categoria SSV (número 404), enquanto José Martins alinha com um DAF nos camiões (548).

O Dakar 2020 arranca a 05 de janeiro em Jeddah.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.