O piloto espanhol Dani Pedrosa (Honda), que se despistou na sexta-feira na segunda sessão de treinos livres para o Grande Prémio do Japão de MotoGP, foi operado com êxito à fratura na clavícula direita.

Segundo a equipa do espanhol, a Repsol Honra, Pedrosa foi operado à lesão e teve de imobilizar a perna direita, devido a outra fratura, no perónio, que não requereu intervenção cirúrgica.

Os procedimentos médicos foram realizados no Instituto Catalão de Traumatologia e Medicina do Desporto do Hospital Universitário de Dexeus, em Barcelona, Espanha.

O chefe de equipa que operou o piloto, Victor Marlet, confirmou que a fratura no perónio só foi detetada após um TAC, mas que não necessitou de uma intervenção invasiva, só a imobilização da perna.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.