Várias personalidades do desporto motorizado marcaram hoje presença na última despedida ao piloto francês Jules Bianchi, falecido na última sexta-feira, após nove meses em coma, devido a um acidente no Grande Prémio do Japão de Fórmula 1.

Numa cerimónia privada, que decorreu na Catedral de Sainte Reparate, em Nice, pilotos de várias gerações, como Alain Prost, o atual campeão do mundial Lewis Hamilton ou Nico Rosberg marcaram presença no funeral do ex-piloto da Marussia.

Além de familiares e pilotos mais jovens, na cerimónia estiveram também presentes Jean Todt, atual presidente da Federação Internacional do Automóvel (FIA), Christian Estrosi, presidente da câmara municipal de Nice e Thierry Braillard, secretário de Estado dos desportos franceses.

Bianchi faleceu na última sexta-feira, depois de nove meses em coma, na sequência de um despiste no Grande Prémio do Japão, no Circuito de Suzuka. Sob condições atmosféricas adversas, devido à chuva e reduzida visibilidade, o francês, que conduzia o Marussia número 17, colidiu com uma grua que retirava o Sauber acidentado do alemão Adrian Sutil da gravilha.

O piloto foi de imediato transportado para o hospital de Mie, no Japão, no qual foi operado às graves lesões na cabeça, ficando desde esse dia em coma, estado do qual nunca chegou a recuperar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.