O clube espanhol de râguebi El Salvador decidiu fabricar máscaras de proteção, numa iniciativa que partiu da atleta Elisa Altés, com o objetivo de ajudar no combate à propagação do novo coronavírus.

O emblema divulgou a iniciativa, que levou até ao momento à produção de 300 máscaras, com o contributo igualmente da Cruz Vermelha espanhola em Valladolid, na recolha e entrega do material às instituições que necessitem.

As máscaras são fabricadas num tecido próprio, e outras empresas têxteis forneceram materiais, entre quais cola, numa iniciativa a que o clube de râguebi apela à doação de outros, para um maior volume de materiais e fabrico das proteções.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 341 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, há 23 mortes e 2.060 infeções confirmadas. O país está em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Espanha regista um total 33.089​​​​​​​ pessoas infetadas com a doença Covid-19 e 2.206 mortes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.