O brasileiro Filipe Toledo, bicampeão do mundo de surf, vai abdicar de lutar pelo terceiro título seguido para tratar da sua “saúde mental”, anunciou o próprio atleta, depois de disputar a primeira etapa do circuito.

O surfista natural de São Paulo, de 28 anos, campeão em 2022 e 2023, não foi além da repescagem na etapa inaugural da temporada, em Pipeline, no Havai, na qual nem participou, alegando problemas de saúde, tendo, no domingo, revelado a vontade de fazer uma pausa, confirmando o regresso à elite em 2025.

A Liga Mundial de Surf (WSL, na sigla inglesa) já disponibilizou um ‘wildcard’ para 2025, com o marroquino Ramzi Boukhiam, suplente do circuito, a assumir a vaga de Toledo nas quatro cinco etapas, incluindo o MEO Rip Curl Pro Portugal, a disputar entre 06 e 16 de março, na Praia de Supertubos, em Peniche.

"É com pesar que anuncio que me retiro da temporada do Championship Tour (CT) de 2024 (…). Esta decisão tem sido muito difícil para mim e surge depois de dias de discussão com as pessoas mais próximas de mim. A WSL tem-me apoiado muito e estou muito grato por me terem concedido o ‘wildcard’ para o início da temporada de 2025. Estou empenhado em voltar melhor do que nunca", escreveu Toledo, na sua página oficial no Instagram.

Desta forma, Toledo falha já a segunda etapa, em Sunset Beach, também no Havai, cujo período de espera decorre entre hoje e dia 22 de fevereiro.

"No passado, sempre fui honesto sobre alguns dos meus desafios, não apenas com lesões, mas também com saúde mental. Competir ao mais alto nível na última década teve um impacto negativo sobre mim e preciso de uma pausa para recuperar-me para o próximo capítulo da minha carreira", completou.

Toledo, que disputa o circuito ininterruptamente desde 2013, com 18 vitórias em campeonatos, não é o primeiro surfista a enfrentar um período sabático, tal como fez, em 2022, o seu compatriota Gabriel Medina, três vezes campeão do mundo, e, mais recentemente, de a norte-americana Carissa Moore, cinco vezes campeã do mundo, e a australiana Stephanie Gilmore, oito vezes campeã, terem interrompido as carreiras em 2024.

Apesar da pausa nas etapas do circuito mundial, Toledo prometeu “focar-se” na presença na competição de surf dos Jogos Olímpicos Paris2024, que vai ser disputada na Polinésia Francesa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.