O circuito mundial de surf regressa na terça-feira à Europa, com o Pro Santa Cruz, na praia do Mirante, competição hoje apresentada e para a qual “as previsões são muito animadoras e com muitas ondas a caminho”.

“Em termos de ondas, Santa Cruz é do melhor que há, isso é muito bom para a organização e é, quase sempre, uma certeza de que a prova vai acontecer dentro do esperado”, disse hoje Francisco Spínola, diretor-geral para a Europa da Liga Mundial de Surf (WSL), admitindo ser um “orgulho” que o regresso à competição aconteça em Portugal, após mais de um ano de paragem devido à pandemia de covid-19.

Francisco Spínola referiu que “Portugal é claramente o principal país de eventos de surf na Europa, com provas em todas as categorias”, acrescentando: “Não podíamos começar melhor, do que aqui na praia do Mirante.”

O responsável lembrou que Santa Cruz e a Costa da Caparica vão acolher durante o mês de maio provas do circuito de qualificação, da categoria 3.000, importantes para o apuramento dos surfistas para o 'challenger series', que dá acesso ao circuito principal.

O tetracampeão português de surf Vasco Ribeiro, presente na apresentação da prova, que decorre entre terça-feira e domingo, manifestou-se “muito feliz” com o regresso à competição internacional e referiu que “Santa Cruz é o sítio ideal para começar”.

Afonso Antunes, de 17 anos, afirmou o que o Pro Santa Cruz, “é o tipo de provas para a qual todos se preparam” e garantiu “sentir-se em casa, em Santa Cruz”.

“Costumo surfar aqui todos os dias. Em Santa Cruz, a onda tem poucos segredos, quem estiver no sítio certo, à hora certa, é quem vai ganhar”, disse.

A presidente da câmara municipal de Torres Vedras, Laura Antunes, considerou o evento “extraordinariamente importante para Santa Cruz e para o concelho, em várias vertentes”.

“O Pro Santa Cruz mostra a preocupação do concelho com os desportos de ondas, sendo importante para várias àreas, entre as quais o turismo”, disse a autarca, referindo o trabalho que está a ser feito a nível local para a “democratização do surf, tornando-o uma modalidade acessível a todos”.

A apresentação da prova, que contará também com a presença dos internacionais Joan Duru (França), Ramzi Boukian (Marrocos) e Kauli Vaast (Taiti/França), ficou marcada por uma homenagem a Carlos Bernardes, antigo presidente da autarquia, que morreu na semana passada, que foi descrito como o principal impulsionador da criação do evento.

“Este evento foi trazido para Santa Cruz pelo presidente Carlos Bernardes, orgulhamo-nos da visão que teve, que esta prova lhe seja dedicada”, pediu a autarca.

O Estrela Galicia Pro Santa Cruz, prova de qualificação masculina de 3.000 pontos, vai decorrer entre 11 e 16 de maio, e o Estrela Galicia Caparica Surf Fest, que conta com uma prova de qualificação masculina de 3.000 pontos e uma prova de qualificação feminina de 1.000 pontos, está agendado para entre 18 e 23 de maio.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.