O tenista russo Daniil Medvedev qualificou-se hoje para as meias-finais das ATP Finals, ao derrotar o número um mundial, o sérvio Novak Djokovic, em dois ‘sets’, no encontro da segunda ronda do grupo Tóquio1970.

A vitória do alemão Alexander Zverev frente ao argentino Diego Schwartzman, horas antes, tinha deixado nas mãos de Djokovic e de Medvedev a oportunidade de decidirem já hoje quem passava à fase seguinte e, apesar do favoritismo pender para o lado do sérvio, foi o recente vencedor do Masters 1.000 de Paris a triunfar, com duplo 6-3, em uma hora e 22 minutos.

A solidez do serviço do quarto jogador do ‘ranking’ ATP embalou-o para uma vitória surpreendentemente fácil, perante um Djokovic apático e errático, que terá agora de discutir com o alemão, na sexta-feira, no terceiro e último encontro do ‘round robin’, uma vaga nas ‘meias’ – Schwartzman está já ‘eliminado’.

“Servi bem, joguei de forma segura nos momentos decisivos. Para ser completamente honesto, acho que ele não jogou o seu melhor ténis hoje, mas acontece a todos. Ele estava um pouco mais lento, a servir menos bem”, analisou o russo, que na primeira ronda venceu Zverev.

E os dados comprovam as palavras de Medvedev: só no primeiro ‘set’, o líder da hierarquia mundial cometeu quatro duplas faltas e ganhou apenas 29% dos pontos no seu segundo serviço, uma percentagem bem distante dos 58% do russo, que ainda salvou o único ‘break’ que enfrentou, já no segundo parcial.

Esta é a terceira derrota de Djokovic nos últimos quatro encontros entre ambos. Na O2 Arena de Londres, o sérvio procura o sexto título na competição que reúne os oito melhores tenistas da temporada, um recorde que pertence ao suíço Roger Federer.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.