O tenista português Nuno Borges vai jogar em casa a terceira final ‘challenger’ da temporada, depois de eliminar o marroquino Elliot Benchetrit nas meias-finais do Maia Open II, que está a decorrer no Complexo Municipal de Ténis da Maia.

O jovem maiato, de 24 anos, que ocupa o 210.º lugar no ‘ranking’ ATP, não encontrou grandes dificuldades para impor o seu jogo e, ao cabo de uma hora e 13 minutos, derrotou o adversário (388.º ATP), por duplo 6-2.

Uma vez eliminado Benchetrit, de 23 anos, Nuno Borges garantiu, pela terceira vez esta época, a presença numa final de um torneio do ATP Challenger Tour, após a derrota no Oeiras Open II e a vitória em Antalya, onde conquistou o seu primeiro título do circuito.

No derradeiro desafio na Maia, o número três português terá pela frente o vice-campeão do Maia Open I, Tseng Chun-Hsin, de Taiwan, que eliminou o eslovaco Andrej Martin, primeiro pré-designado, em duas partidas, com os parciais de 6-1 e 6-2, em apenas 57 minutos.

Já depois de garantir o acesso ao último encontro do quadro de singulares, Borges e Francisco Cabral bateram o polaco Piotr Matuszewski e o austríaco David Pichler na final de pares, pelos parciais de 6-4 e 7-5, e alcançaram sexto troféu em oito finais disputadas esta época.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.