O tenista espanhol Rafael Nadal afirmou hoje que segue “com preocupação e tristeza” os acontecimentos vividos no domingo na Catalunha e mostrou-se desiludido com os movimentos de radicalização.

“Dá-me vontade de chorar quando vejo que um país onde temos sabido conviver e ser um bom exemplo para o mundo chegar à situação a que chegamos no domingo”, afirmou o número um do ténis mundial.

O tenista maiorquino considerou que “não é altura de procurar culpados”, mas sim de encontrar soluções, apelando ao diálogo entre as partes.

“A única maneira [de resolver o problema] é promover o diálogo entre as partes em conflito, tentar que estas cheguem a acordos, a pontos de convergência – que existem -, para que no final possamos conviver juntos”, afirmou.

O executivo catalão realizou no domingo um referendo sobre a independência, rejeitado pelo Governo central e marcado por cargas policiais, que causaram centenas de feridos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.