David Ferrer defendeu com sucesso o estatuto de primeiro cabeça de série do Portugal Open na sua estreia nesta edição do torneio, ao bater o francês Edouard Roger-Vasselin (6-4, 4-6 e 6-3) no jogo da segunda ronda.

Na conferência de imprensa após a partida, o tenista espanhol assumiu, porém, que precisa de elevar o seu nível para poder sonhar com a vitória. «Foi duro. Joguei bem no primeiro set e em parte do segundo. Depois acabei por perder o set e o meu foco, e só voltei bem no terceiro set. Felizmente ganhei, mas tenho de melhorar o meu jogo», afirmou o número quatro do ranking mundial.

A realizar a sua quarta participação no torneio português, David Ferrer já chegou mais longe do que em qualquer presença anterior, ao garantir hoje o acesso aos quartos de final. No entanto, recusa antecipar-se como o grande favorito: «É a minha primeira vez nos 'quartos'. Ainda falta muito caminho».

Sobre o seu próximo embate, diante do romeno Victor Hanescu (o "carrasco" de Rui Machado), Ferrer confessou a sua esperança num bom desempenho. «Tentarei melhorar. Quero estar bem e não cometer tantos erros como hoje», adiantou o tenista de 31 anos, explicando não ter quaisquer «problemas físicos».

Por fim, David Ferrer explicou como acabou por chegar ao Portugal Open, na sequência da desistência de Juan Martin del Potro. «Foi no sábado, estava em casa a descansar. Soube que Del Potro não vinha e que estavam interessados em mim, pelo que aceitei o convite 'na hora'», concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.