A tenista britânica Emma Raducanu derrotou hoje a canadiana Leylah Fernandez na final do US Open, em Nova Iorque, e tornou-se, aos 18 anos, na primeira ‘qualifier’ a vencer um torneio do ‘Grand Slam’.

Num dia em que os Estados Unidos assinalaram os 20 anos dos ataques do 11 de setembro, uma homenagem também prestada no Arthur Ashe Stadium antes da histórica final, Raducanu, número 150 no ‘ranking’ WTA, superou a também jovem adversária, de 19 anos, que figura no 73.º lugar na mesma hierarquia, em dois ‘sets’, com os parciais de 6-4 e 6-3, em uma hora e 51 minutos.

Depois de ter surpreendido em Wimbledon, ao atingir os oitavos de final na sua estreia em ‘majors’, a britânica, nascida em Toronto, sobreviveu à fase de qualificação em Flushing Meadows e, sem perder qualquer ‘set’ no quadro principal, tornou-se igualmente na mais jovem campeã de um ‘Grand Slam’ desde Maria Sharapova, em 2004.

No último teste diante da esquerdina de Montreal, também a jogar a primeira final de um ‘major’, após ultrapassar três jogadoras do ‘top 5’ mundial, a detentora do título Naomi Osaka (3.ª WTA) na terceira ronda, Elina Svitolina (5.ª WTA) nos quartos de final e Aryna Sabalenka (2.º WTA) nas meias-finais, Emma Raducanu entrou melhor no encontro e chegou primeiro ao ‘break’.

Leylah Fernandez não se deixou intimidar e reagiu, restabelecendo a igualdade no marcador, antes de ceder o ‘set’ inaugural, após um duelo muito equilibrado, no quarto ‘set point’ do 10.º jogo, ao fim de uma hora.

Na segunda partida, a canadiana imprimiu maior agressividade ao seu jogo e conseguiu a quebra de serviço no terceiro jogo (2-1), mas Raducanu, a jogar apenas o seu segundo ‘major’ da carreira, devolveu de imediato o ‘break’, dilatou a vantagem no sexto jogo (4-2) e, apesar de ter vacilado e desperdiçado dois ‘set points’, conquistou o título do US Open, último ‘major’ da temporada.

Com 22 ‘winners’ e 25 erros não forçados, face aos 18 pontos ganhantes e 26 erros não forçados da adversária, Emma Raducanu sucede a Osaka como campeã em Nova Iorque e na próxima segunda-feira deverá ascender à 23.ª posição do ‘ranking’ WTA, enquanto a esquerdina de Montreal deverá subir ao 27.º posto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.