O fim-de-semana que ontem terminou trouxe sortes diferentes para os portugueses nas principais ligas europeias de futebol: o trio do City venceu, assim como Bruno Fernandes, mas José Mourinho voltou a perder. Miguel Veloso marcou, mas o Verona empatou, enquanto Rafael Leão fez história e Cristiano Ronaldo bisou.

João Félix lesionou-se, Villas-Boas empatou assim como o Lille. Já Guerreiro fez uma assistência. Confira tudo o que aconteceu com os portugueses lá fora.

Premier League

No sábado, um golo de Raheem Sterling assegurou a vitória do Manchester City na visita ao surpreendente Southampton, por 1-0, num jogo em que o Bernardo Silva foi aposta inicial do técnico, tal como os compatriotas Rúben Dias e João Cancelo.

O Manchester United somou este domingo uma vitória clara, por 6-2, sobre o Leeds United em partida da 14ª jornada da Premier League inglesa, num jogo em que, uma vez mais, Bruno Fernandes voltou a estar em plano de evidência.

Dois portugueses no onze mais valioso da Premier League
Dois portugueses no onze mais valioso da Premier League
Ver artigo

O internacional português bisou na partida e fez ainda a assistência para o primeiro golo do encontro. Foi o jovem Scott McTominay a assiná-lo, estavam decorridos apenas dois minutos de jogo.

Menos sorte teve José Mourinho que viu o Tottenham somar a segunda derrota consecutiva ao perder na receção ao Leicester, por 2-0.

Serie A

A sorte bateu à porta dos portugueses no campeonato italiano. No sábado, Miguel Veloso marcou pelo Verona, apesar de a equipa não ter ido além de um empate a uma bola na deslocação ao terreno da Fiorentina, em jogo da 13.ª jornada da Liga italiana de futebol.

O médio defensivo, que capitaneou a equipa, apontou o seu segundo golo nesta campanha aos oito minutos, na conversão de uma grande penalidade.

Já a Juventus venceu por 4-0 na visita ao terreno do Parma com dois golos de Cristiano Ronaldo. Aos 26 minutos, após um excelente cruzamento de Álvaro Morata, Cristiano Ronaldo foi às alturas para cabecear para o fundo das redes adversárias, num golo à sua imagem, voltando a mostrar uma capacidade de impulsão verdadeiramente notável.

Mas o português não se quis ficar por aí e, à passagem dos 48 minutos, recebeu a bola de Aaron Ramsey e, com um remate cruzado de pé esquerdo, atirou para o 3-0.

No domingo, o golo mais rápido de sempre da Liga italiana de futebol, apontado pelo português Rafael Leão, ‘embalou’ o AC Milan para um triunfo por 2-1 no campo do Sassuolo e para a manutenção da liderança isolada. O ex-avançado do Sporting, aos 6,2 segundos, superou o antigo recorde da autoria de Paolo Poggi, ao serviço da Piacenza, num jogo frente à Fiorentina, disputado em 2001, e embalou os milaneses para a vitória, após dois empates consecutivos.

Rafael Leão recebeu “bola perfeita” para fazer golo mais rápido da Série A
Rafael Leão recebeu “bola perfeita” para fazer golo mais rápido da Série A
Ver artigo

Uma noite negativa teve a Roma de Paulo Fonseca na Serie A. O conjunto da capital perdeu por 4-1 na deslocação a Bérgamo, para visitar a Atalanta. Ainda assim, o resultado manteve a Roma no quarto lugar do campeonato.

No mesmo dia, a Lazio venceu em casa o Nápoles por 2-0 e reaproximou-se dos lugares europeus, enquanto os napolitanos falharam o ‘assalto’ ao quarto lugar, num jogo que teve o português Mário Rui como titular (saiu aos 64 minutos).

La Liga

No sábado, o Atlético de Madrid recebeu e venceu o Elche, por 3-1, em jogo a contar para a 14ª jornada do campeonato espanhol de futebol, mas perdeu João Félix. Aos 73 minutos de jogo, o internacional português pediu para ser substituído e, já após o apito final, os colchoneros esclareceram que João Félix deixou o relvado "devido a um desconforto causado por um trauma nas costelas".

o Barcelona empatou a dois golos na receção ao Valência, voltando assim a atrasar-se na corrida aos primeiros lugares da Liga espanhola. Os valencianos contaram com Gonçalo Guedes a titular (Thierry Correia não saiu do banco), enquanto no Barça, Francisco Trincão entrou para o lugar de Antoine Griezmann aos 73 minutos.

No domingo, o Granada, com os portugueses Rui Silva e Domingos Duarte no ‘onze’, recebeu e venceu por 2-0 o Bétis (12º), com o internacional português William Carvalho a titular.

Ligue 1

No campeonato francês, o Marselha, treinado pelo português André Villas-Boas, empatou 1-1 na receção ao Reims, em jogo da 16.ª jornada, somando o segundo encontro consecutivo sem vencer.

o Lyon foi a casa do Nice golear por 4-1. Com o guarda-redes português Anthony Lopes a titular, a formação de Lyon não encontrou dificuldades para vencer, inaugurando o marcador com um tento de penálti do holandês Depay, aos 32 minutos, sete minutos antes de Kadewere ampliar a vantagem.

Gouiri, a passe do português Rony Lopes, que viria a ser substituído aos 74 minutos, ainda reduziu para a equipa da casa, aos 44, mas, no segundo tempo, Ekambi, aos 63, e Aouar, aos 73, dilataram a vantagem.

Por outro lado, o Lille empatou sem golos na receção ao Paris Saint-Germain, o que lhe permitiu recuperar a liderança, mas agora partilhada com o Lyon. No eixo da defesa do Lille esteve o internacional português José Fonte, que capitaneou a equipa, enquanto o compatriota Xeka entrou aos 79 minutos para o meio-campo, a substituir Benjamin André, e o central Tiago Djaló não chegou a sair do ‘banco’.

Danilo só regressa em 2021
Danilo só regressa em 2021
Ver artigo

De registar ainda as ausências de dois internacionais portugueses, ambos por lesão, Renato Sanches, no Lille, e Danilo, no PSG.

Bundesliga

No sábado, o português Raphaël Guerreiro assistiu Youssoufa Moukoko para o golo mais jovem de sempre na Liga alemã de futebol, ainda assim insuficiente para impedir a derrota do Borussia Dortmund com o Union Berlim (2-1), na 13.ª jornada.

No mesmo dia, um golo na própria baliza de Framberger e um outro de Ilsanker deram a vitória (2-0) ao Eintracht Frankfurt, que teve o internacional português André Silva no reduto do Augsburgo até ao minuto 77.

Ainda sem o lesionado Gonçalo Paciência, o Schalke 04, que na sexta-feira despediu o treinador Manuel Baum e fez regressar temporariamente o holandês Huub Stevens ao comando técnico, continua a viver um calvário a nível de resultados e, desta vez, foi derrotado (1-0) em casa pelo recém-promovido Arminia Bielefeld.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.