Um gesto de fair-play de Rodrigo Caio está a ser notícia no Brasil. No jogo entre o São Paulo e o Corinthians, Jô, avançado do Timão, viu cartão amarelo porque o árbitro entendeu que teria pisado o guarda-redes contrário.

Apercebendo-se da situação, Rodrigo Caio, que faz dupla com Maicon, dirigiu-se ao árbitro e explicou-lhe que teria sido ele a pisar o próprio guarda-redes num gesto involuntário, e não o avançado do Corinthians. O juiz ouviu as explicações de Caio e retirou o amarelo a Jó.

Quem não gostou muito do gesto do colega foi Maicon, antigo defesa do FC Porto. O central deixou entender que se fosse ele, não teria feito o que Rodrigo Caio fez.

"Temos de respeitar a atitude do Rodrigo, foi o que ele quis fazer naquele momento. Se é certo ou não, depende da consciência de cada um. Mas eu prefiro a mãe do outro a chorar que a minha", atirou Maicon.

As palavras de Maicon não caíram bem entre os adeptos do São Paulo, que aprovaram o gesto de Rodrigo Caio.

Jô, questionado sobre as palavras de Maicon, preferiu elogiar Rodrigo Caio.

"A atitude do Rodrigo foi muito nobre, de um homem de caráter, uma pessoa que está no futebol porque gosta e tem objetivos na vida, não para poder sacanear alguém ou tirar vantagem. Serve de exemplo para todos nós, como ser humano e atleta profissional. Não só no desporto, mas na vida, as pessoas têm de ser honestas. Quanto ao Maicon, não posso dizer muito. Cada um tem um caráter, um modo de pensar. O Rodrigo Caio foi um exemplo para muitas crianças. Cada um tem um pensamento e um caráter, vê da maneira que quiser", atirou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.