Rúben Semedo recorreu no final da noite de sábado às redes sociais para agradecer a ajuda que recebeu por parte do seu clube, o Olymapiakos, depois de ter sido atacado por homens encapuzados à porta de casa, sexta-feira.

Inicialmente, nas primeiras declarações públicas que prestou após as referidas agressões, feitas à TSF, Semedo pareceu deixar no ar a hipótese de que elementos do próprio clube poderiam ter estado envolvidos.

Entretanto, porém, o Olympiakos publicou um comunicado no qual se mostrava convicto de que "as autoridades farão o possível para punir aqueles que estão a esconder-se por trás desta ação cobarde" e Semedo veio então a público agradecer a ajuda prestada pelo emblema de Atenas, esclarecendo as suas declarações iniciais.

"Sinto-me na obrigação de vir aqui esclarecer mais uma vez o que se tem partilhado e que foi dito num momento de choque depois do ataque vergonhoso que sofri. O Olympiakos, o clube que me deu oportunidade de jogar num nível alto e me fez renascer como jogador e homem, foi o primeiro a prestar-me auxílio e apoio neste momento difícil e sempre esteve ao meu lado. O que disse foi que um diretor e um segurança da nossa família Olympiakos vieram alertar-me da corrente negativa e violenta que os media criaram à volta da minha imagem e mais uma vez a informação foi distorcida e passou da forma errada. Por isso, quero tranquilizar os meus familiares e a família Oympiakos, que me encontro bem e a recuperar com toda a atenção e apoio da família Olympiacos e da minha família sanguínea. Em pouco tempo estarei de volta e amanhã há um dérbi para ganhar. Vamos, Olympiakos", explicou o defesa de 27 anos na sua conta oficial no Instagram.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.