Com a Premier League inglesa interrompida neste fim de semana, em virtude do falecimento da Rainha Isabel II, houve um português a brilhar em Itália, onde outro foi menos feliz, enquanto em França, Espanha e Alemanha houve sortes distintas para jogadores e treinadores lusos.

Espanha: portugueses discretos entre vitórias e derrotas

Com Rui Silva e William Carvalho a jogarem todo o encontro, o Bétis venceu por 1-0 na receção ao Villarreal e segue em grande na La Liga, ocupando o 3.º lugar, logo atrás dos gigantes Barça e Real Madrid.

Um pouco mais abaixo na tabela vem o Atl.Madrid, que também venceu (4-1) ao Celta de Vigo. João Félix foi, desta feita, suplente utilizado, saltando do banco aos 63 minutos, quando a sua equipa já vencia por 2-0. No Celta, Gonçalo Paciência continua de fora devido a lesão.

Domingos Duarte foi titular pela 5.ª vez em 5 jornadas da prova e ajudou o Getafe a vencer a Real Sociedad, enquanto Domingos Quina também alinhou os 90 minutos pelo Elche, mas foi bem menos feliz ante outra equipa basca (derrota por 1-1 ante o At.Bilbau). Igualmente derrotado foi Tierry Correia, no Valência. O português também este presente em todos os jogos da formação 'che' esta temporada, mas desta feita foi incapaz de a ajudar a evitar a derrota por 1-2 na visita ao Rayo Vallecano e viu mesmo uma cartolina amarela.

Itália: Bis de Beto em fim de semana de expulsão para Rafael Leão

Beto foi o português em maior destaque na Jornada 6 da Serie A italiana ao bisar no triunfo forasteiro (3-1) da Udinese frente ao Sassuolo. O antigo atacante do Portimonense saltou do banco com a sua equipa a perder por 1-0 e fez o empate aos 75 minutos, antes de selar depois, em definitivo, o triunfo já nos descontoso. Beto já leva quatro golos na presente edição da prova.

Pior esteve Rafael Leão, que depois de fazer uma assistência para golo acabou expulso, por acumulação de amarelos, no Milan, que ainda assim triunfou por 2-1 no terreno da Sampdoria, enquanto Mário Rui esteve em campo os 90 minutos na vitória por 1-0 do Nápoles sobre o Spezia, por quem Leandro Sanca não saiu do banco.

Rafael Leão com assistência para golo e expulsão na vitória do AC Milan
Rafael Leão com assistência para golo e expulsão na vitória do AC Milan
Ver artigo

Miguel Veloso foi titular mas viu um cartão amarelo e saiu logo aos 34 minutos na derrota por 1-0 do Verona na casa da Lazio, por quem Luis Maximiano voltou a ser oo guarda-redes suplente. O antigo guardião do Sporting continua com apenas um jogo disputado, ao fim de seis jornadas.

Dany Mota também foi titular (e jogou os 90 minutos) no empate a um golo do Monza no terreno do Lecce. A Roma de José Mourinho (e Rui Patrício) só joga esta segunda-feira.

França: Trio luso ajuda PSG, Paulo Fonseca derrotado...e assaltado

O Paris Saint-Germain somou mais uma vitória na Ligue 1 e desta feita contou com dois portugueses a jogar de início: Danilo no centro da defesa e Vitinha no meio-campo. Nuno Mendes saltou do banco a meio da segunda parte, enquanto Renato Sanches está lesionado. Os parisienses venceram em casa o Brest por 1-0, graças a um golo de Neymar ainda no primeiro tempo, num jogo em que Slimani, bem conhecido do futebol português, falhou um penálti.

Paulo Fonseca assaltado em 200 mil euros
Paulo Fonseca assaltado em 200 mil euros
Ver artigo

Quem segue líder a par do PSG é o Marselha, que com Nuno Tavares a saltar do banco ainda na primeira parte venceu, de virada, por 2-1, o Lille do treinador luso Paulo Fonseca. O técnico português apostou em Tiago Djaló e José Fonte como titulares na defesa, lançando o reforço André Gomes a meio da segunda parte, mas não conseguiu evitar a terceira derrota nos últimos cinco jogos. Entretanto, ficou-se a saber que Paulo Fonseca terá sofrido um assalto na chegada a França no qual perdeu cerca de 200 mil euros.

Noutro duelo entre jogadores portugueses, Gelson Martins foi suplente utilizado na vitória por 2-1 do Mónaco sobre o Lyon, que como é hábito teve Anthony Lopes na baliza.

Alemanha: André Silva levou a melhor sobre Raphael Guerreiro, Diogo Leite lidera

Houve duelo entre portugueses também na Bundesliga, ainda que apenas nos cinco minutos finais da partida. Raphael Guerreiro esteve em campo durante todo o encontro na derrota por 3-0 do Dortmund na visita ao Leizig, mas André Silva só entrou ao minuto 85, quando o resultado já estava feito. O avançado luso ainda só foi titular duas vezes na prova esta época e só para a Taça conseguiu fazer o gosto ao pé.

Já Tiago Tomás foi titular no empate 2-2 do Estugarda em casa do campeão Bayern, mas também ficou em branco, saindo ao intervalo. Em grande segue Diogo Leite e o seu Union Berlim. O defesa central formado no FC Porto voltou à titularidade depois de ter falhado o encontro da ronda anterior devido a problemas físicos e viu a sua equipa vencer por 1-0 em casa do Colónia, e isolar-se no topo da classificação.

Outro jovem defesa português, Eduardo Quaresma, continua sem se estrear no Hoffenhein.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.