O antigo presidente do Real Madrid, entre 1995 e 2000, Lorenzo Sanz está internado nos cuidados intensivos na Fundação Jiménez Diaz, em Madrid, depois de contrair o novo coronavírus.

Em entrevista conjunta ao El Partidazo de Cope e à Rádio Marca, o filho Fernando Sanz explicou que o ex-dirigente aguentou oito dias antes de dar entrada no hospital.

"Estamos bastante preocupados e pouco há a fazer porque não se pode ir ao hospital. Estava há oito dias com febre, ao telefone disseram-lhe para tomar paracetamol. Aguentou oito dias, não queria colapsar o hospital por solidariedade até que lhe começou a faltar o ar e ficou pior", começou por dizer o antigo jogador e ex-presidente do Málaga.

"Puseram-no dentro do hospital e disseram que estava mal, com pouco oxigénio no sangue. Dizia que tinha pouca febre e não queria colapsar o sistema. Não sabemos se é ou não coronavírus, mas tem toda a pinta disso. Estava bem de saúde, mas pecou por ser solidário, não queria incomodar", acrescentou.

Lorenzo Sanz foi presidente do Real Madrid entre 1995 e 2000, tendo sido sucedido no cargo pelo atual presidente, Florentino Pérez.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.