Rúben Semedo vai ficar em prisão preventiva, depois de ter sido ouvido no Tribunal Superior de Justiça da Comunidade Valenciana. O jogador ficará detido na penitenciária de Picassent, em Valência.

O jogador português está a ser acusado de tentativa de homicídio, lesões, ameaças, sequestro, posse ilícita de armas e roubo com violência, segundo relata o Gabinete de Comunicação do Tribunal Superior de Justiça da Comunidade Valenciana.

Foi Bebiano Gomes, um dos seus advogados, quem deu conta da medida de coação.

"A decisão foi aplicar a medida de coação mais gravosa, que é a prisão preventiva, com o fundamento de perigo de fuga”, disse Bebiano Gomes à agência Lusa, acrescentando que os advogados que o acompanham em Espanha vão “apresentar recurso”.

O antigo jogador do Sporting chegou ao tribunal de Llíria às 08h30, hora espanhola, sem prestar qualquer tipo de declaração. O central foi acompanhado por elementos da polícia e algemado embora sem tapar a cara na entrada para o tribunal. O jogador português teve de esperar até por volta das 11:30 de Espanha, altura em que chegaram os seus advogados para a audiência.

O jogador foi ouvido com base nas acusações de roubo, sequestro e agressão. Em causa está uma queixa apresentada a 12 de fevereiro por um queixoso que afirma ter sido amarrado, agredido e mantido refém por Semedo e outros dois homens na moradia do jogador. Ontem, Semedo foi detido em casa sendo levado para a esquadra.

De acordo com o jornal Las Provincias, a vítima apresentava hematomas em várias partes do corpo e acusa ainda um dos agressores de ter disparado uma arma para o assustar. O homem identificou Rúben Semedo e um primo do jogador como as pessoas que o atacaram.

No mesmo dia a Polícia Espanhola esteve na residência do jogador português a fazer buscas, tendo encontrado uma pistola. O jogador tinha transformado a cave da sua casa numa discoteca, de acordo com as autoridades espanholas.

O seu empresário, Catió Baldé, disse que a arma encontrada não pertence ao internacional sub-21 por Portugal.  Cátio Baldé diz mesmo que o jogador ex-Sporting foi vítima de uma burla. 

Esta não foi a primeira vez que Rúben Semedo se viu envolvido em problemas desde que trocou o Sporting pelo Villarreal. A primeira remonta a 29 de outubro, quando se desentendeu com um indivíduo numa discoteca. Depois, a 19 de novembro, terá mesmo ameaçado um homem com uma pistola à entrada de outra discoteca.

*Artigo atualizado

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.