O guardião dos campeões nacionais brilhou na vitória sobre o Club Brugge por 4-0 na Bélgica, e fez história em campo.

O dono da baliza portista defendeu uma grande penalidade de Vanaken, por falta de David Carmo, quando o o resultado estava 1-0. O árbito Mike Oliver mandou repetir porque Eustáquio entrou na área antes do remate do belga. Na repetição, foi Noah Lang a bater mas, mais uma vez, Diogo Costa brilhou e voltou a defender o penálti.

"Foco-me em trabalhar todos os dias. É muito da parte psicológica dos jogadores. Eles veem o que fazemos e certamente sentem alguma pressão. Tento aproveitar isso e causar mais pressão ainda. Estou numa fase muito boa, mas sei que o momento mau há de chegar. A vida é feita de bons e maus momentos. Apenas me foco em dar o meu melhor para que o erro não apareça", disse o internacional português na entrevista rápida da Eleven, explicando ainda a importância da vitória.

"É muito importante. Só dependíamos de nós. Conseguimos o que queríamos e agora estamos à espera da passagem com o jogo do Atlético com o Leverkusen, temos de ver esse jogo. Estamos confiantes", referiu.

O FC Porto voltou a vencer na Liga dos Campeões com os golos de Taremi (33' e 70'), Evanilson (56') e Estáquio (60') na quinta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, numa partida disputada em Bruges, na Bélgica. O mesmo Club Brugge que vergou o campeão português no Estádio do Dragão, por 4-0, provou do mesmo veneno, em casa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.