A estação televisiva ESPN avança esta sexta-feira que a cidade do Porto não foi a primeira opção da UEFA para a final da Liga dos Campeões em Portugal.

De acordo com a referida fonte, depois de o Reino Unido ter recusado levantar a obrigação de quarentena para a organização do evento, a UEFA voltou a pensar em Portugal para a final da prova. No entanto, Lisboa foi a primeira opção para o organismo liderado por Ceferin.

O Estádio da Luz e o Estádio de Alvalade eram as duas possibilidades para o jogo entre Manchester City e Chelsea. Mas, "políticas internas" da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) conduziram a UEFA para o Estádio do Dragão. Em causa estaria a possibilidade de uma nova final na capital poder instigar rivalidades.

Para mais, a ESPN lembra que existiu uma "determinação de que o Porto deveria ser compensado por ter perdido o direito de receber a Supertaça Europeia de 2020" devido à situação da COVID-19 em Portugal.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.