O PSG é o clube do momento depois da contratação de Lionel Messi esta semana. O clube parisiense debate-se agora com o fair-play financeiro imposto pela UEFA, ou seja, têm de equilibrar as contas entre despesas vs receitas.

O emblema francês precisa de vender jogadores para diminuir a folha de avultados salários e reunir pelo menos 180 milhões de euros com essas transferências.

O Paris Saint-Germain contratou, durante este mercado de transferências, Lionel Messi, Sergio Ramos, Gianluigi Donnarumma, Georginio Wijnaldum e Achraf Hakimi. Os quatro primeiros a custo zero, uma vez que os contratos com os antigos clubes tinham terminado. O lateral marroquino foi o único desta lista que custou 60 milhões aos cofres do PSG, transferidos ao Inter de Milão, campeão italiano.

Olhando ainda para as últimas três janelas de transferência (verão), verifica-se que a direção parisiense tem vindo a gastar menos dinheiro em contratações. Em 2018/19 despendeu 187 milhões de euros, na seguinte 95 e 62 em 2020/21.

Até à data de publicação deste artigo, o Chelsea gastou 247 milhões de euros em contratações só nesta janela. Na temporada anterior, o Real Madrid despendeu 325 milhões, sendo esta a quantia mais avultada dos últimos 12 anos, de acordo com o semanário Expresso [conteúdo pago], que refere ainda que de 2017 até este verão, o Barcelona terá pagado 550 milhões de euros a Lionel Messi em salários. No PSG receberá 35 milhões por época.

PSG já gastou 472 milhões de euros com Neymar. Vendê-lo seria um grande prejuízo

Neymar já custou, em quatro épocas ao serviço dos parisienses, 622 milhões de euros. Foram 222 milhões de euros pagos ao Barcelona, outros 100 milhões em impostos pela transação com o clube espanhol, segundo a ESPN, que refere ainda que o salário anual é de 35 milhões de euros - igual ao que Messi irá auferir. Mas o vencimento é um valor bruto, logo o PSG precisa gastar outros 37,5 milhões de euros por ano com o fisco francês.

Segundo o CIES, especializado em determinar o valor de mercado de jogadores, Neymar é hoje apenas o 17º jogador mais caro do mundo, com uma avaliação de 124 milhões de euros.

Durante esta relação que vai para a sua quinta temporada, o avançado brasileiro já quis voltar para o Barcelona.

PSG já espreita Ronaldo a custo zero

PSG olha para Ronaldo para ocupar o lugar de Mbappé, que o clube dá como perdido para o Real Madrid na próxima época. Jorge Mendes já está ao corrente das intenções francesas.

Segundo o jornal 'AS', Cristiano Ronaldo é dado como prioritário para os parisienses na próxima época, para colmatar a saída de Mbappé para o Real Madrid, que o clube já dá como certa. O francês não deverá renovar com PSG, podendo sair a custo zero rumo a Madrid.

Ronaldo termina o seu contrato com a Juventus no final da presente época e assim poderá repetir o caminho de Messi e Sérgio Ramos esta época, fazendo com que o PSG não tenha de pagar pela sua contratação.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.