Os Estados Unidos, ao golearem em casa o Panamá por 5-1, colocaram-se no domingo a um ‘passo’ da fase final do Mundial de futebol de 2022. No entanto, os jogadores exibiram uma faixa com a palavra "qualificados", o que rapidamente gerou controvérsia.

Face a uma diferença de golos muito favorável, os Estados Unidos (21-8) podem até perder na quarta-feira por cinco golos na Costa Rica (11-8), mas o certo é que ainda não garantiram a presença no Mundial.

No final do encontro, Pulisic admitiu a gaffe. "Quando percebemos o que dizia o cartaz foi guardado, porque ainda temos trabalho a fazer no último jogo", explicou.

Esse pensamento foi igualmente destacado pelo selecionador Gregg Berhalter. "Demos um grande passo em direção ao objetivo de nos qualificarmos para o Mundial. Sabemos que ainda não chegámos lá, apesar do que aquela faixa dizia. Sabemos que ainda temos um jogo pela frente e é um jogo difícil na Costa Rica", salientou.

Recorde-se que os três primeiros da zona CONCACAF qualificam-se diretamente para a fase final do Mundial2022, enquanto o quarto vai disputar um ‘play-off’ intercontinental com o vencedor da Oceânia. O líder e já apurado Canada soma 28 pontos, enquanto os norte-americanos e os mexicanos passaram a somar 25, mais três do que a Costa Rica, que também venceu (2-1 no reduto de El Salvador).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.