O FC Rostov, atual quarto classificado da liga de futebol da Rússia, vai ficar em isolamento total durante duas semanas, depois de resultados “anómalos” à covid-19 de seis jogadores, anunciou hoje o emblema russo.

O regresso da primeira Liga russa, interrompida devido ao novo coronavírus, está agendado para sexta-feira, o que significa que o Rostov, que tinha jogo marcado contra o Sochi na sexta-feira, vai perder as duas primeiras jornadas.

O Rostov especificou em comunicado que, em resultado dos testes realizados à covid-19, todos os elementos do plantel, e mais 42 funcionários do clube, estão em alerta, por terem estado em contacto direto com os futebolistas que deram positivo ao teste.

A Rússia, que contabiliza 7.847 mortos causados pelo novo coronavírus, é o terceiro país do mundo em número de infetados, depois dos Estados Unidos e do Brasil, com mais de 553 mil, seguindo-se a Índia, com mais de 354 mil casos e 11.903 mortos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 443 mil mortos e infetou mais de 8,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.523 pessoas das 37.672 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.