Roman Abramovich está fartos das manifestações de racismo dos adeptos do Chelsea e pretende educa-los de forma original.

O proprietário do clube, que também é judeu, quer implementar uma estratégia diferente do habitual para os casos de manifestação de anti-semitismo no clube. O milionário russo quer enviar os adeptos racistas para a Polónia para conhecerem Auschwitz, o campo de concentração nazi. Banir os adeptos que se comportam mal é uma solução pouco eficaz, defende o clube londrino.

"Se te limitares a banir pessoas, nunca vais alterar o seu comportamento. Esta política dá-lhes a oportunidade de perceberem o que fizeram e portarem-se melhor. No passado, tirávamos os adeptos da multidão e podíamos bani-los até três anos. Agora, dizemos ‘Fizeram algo de errado. Têm duas opções, podemos banir-vos, ou podem passar tempo com os nossos oficiais de diversidade, para perceberem o que fizeram de mal’", contou Bruce Buck, dirigente, em declarações ao jornal britânico 'The Sun'. Buck sublinha quem nem sempre é fácil identificar os adeptos que cometem atos racistas nas bancada do Stamford Bridge.

"Quando identificamos um grupo de 50 ou 100 pessoas com este tipo de comportamento num jogo é difícil retirá-los todos do estádio. Mas há indivíduos que podemos identificar e é possível fazermos alguma coisa", explicou.

Em abril de 2018, uma delegação do Chelsea assistiu à cerimónia que anualmente se realiza em Auschwitz. Em junho, 150 adeptos e funcionários do clube visitaram este campo de concentração nazi, na Polónia. Também alguns sobreviventes do holocausto já conviveram com a equipa principal do Chelsea.

O dirigente dos 'blues' acredita que esta será uma medida eficaz. A ideia passa também por convencer outros clubes que sofrem do mesmo problema a adotarem esta medida.

"Essas viagens a Auschwitz foram importantes e vamos levar a cabo outras no sentido de alertar as pessoas. Queremos convencer outros clubes a tomar medidas para resolvermos este problema do anti-semitismo", frisou Bruce Buck.

Todas as despesas da viagem ficarão a cargo do Chelsea.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.