Sporting e FC Porto medem forças este sábado pela 20h30 naquele que será o primeiro clássico da temporada, ainda por cima em ano em que a Supertaça acabou por não abrir a época oficial, ao ser adiada. Terá lugar no dia 23 de dezembro.

Rumo dos clássicos nos últimos anos

Há dados que permitem que o FC Porto possa encarar com alguma dose de otimismo o clássico frente aos verdes e brancos. Não só venceu o Sporting no ano passado em Alvalade (1-2), como a equipa de Sérgio Conceição acabou por vencer todos os clássicos frente a Benfica e a FC Porto. Outra dado a reter, é que os leões têm demonstrado nos últimos anos muitas dificuldades em imporem-se aos maiores rivais. No passado, em sentido inverso, o Sporting perdeu todos os clássicos, fosse em casa, fosse fora. Dado o progressivo desinvestimento na equipa e a juventude do lado dos verdes e brancos, o FC Porto é apontado como favorito, mas veremos se esse aparente favoritismo se irá traduzir em campo. Recorde-se que na época passada, o Sporting terminou o campeonato na quarta posição, a 22 pontos dos dragões. Certo é que nos últimos 13 embates oficiais entre as duas equipas, os portistas têm levado a melhor, vencendo seis e perdendo apenas dois jogos, ambos precisamente em Alvalade, palco do próximo 'clássico'. Antes da vitória da temporada passada, os dragões já não conseguia o que era vencer no terreno dos leões desde 2008.

Momento de forma das duas equipas

Leões e dragões chegam ao clássico exatamente com os mesmos pontos na tabela. Contudo as circunstâncias são bem diferentes. Os leões só somam por vitórias as partidas já realizadas no campeonato e sem golos sofridos, isto depois da estreia na Primeira Liga ter sido adiada devido ao COVID-19. Já os campeões nacionais somaram já a primeira derrota no campeonato, frente aos insulares. Derrota por 2-3.

Os azuis e brancos estão mais pressionados porque sabem que uma derrota no clássico pode colocá-los a seis pontos do Benfica, caso as águias vençam o Rio Ave em Vila do Conde.

Como se vão apresentar as duas equipas? Há muitas dúvidas

Há várias dúvidas em relação à forma como se vão apresentar as duas equipas. Do lado do FC Porto há muitas incertezas dado o 'raide' que os dragões fizeram nos últimos dias do mercado de transferências. Não esqueçamos que entraram Grujic (médio), Felipe Anderson (avançado), Nanú (defesa direito) e Sarr (defesa). O jogador sérvio poderá ser mesmo o substituto de Danilo, já que pode jogar tanto na posição 6 como na de 8. Os dragões perderam uma peça chave na equipa, Alex Telles e subsiste a dúvida de quem poderá atuar nessa posição. Já Marchesin está recuperado e deve ser opção para o clássico. Mouhamed Mbaye e Iván Marcano vão ficar de fora por lesão. Também os colombianos Luis Díaz e Matheus Uribe já voltaram a treinar com os companheiros, depois de terem cumprido um isolamento profilático. Do lado do Sporting, havia alguma incógnita em relação à titularidade e à posição de João Mário, desfeita em parte técnico Rúben Amorim em conferência de imprensa. O médio deverá iniciar a partida a partir do banco. Resta saber se no esquema tático de Rúben Amorim, o 3-4-3, Vietto irá funcionar tal como nos últimos jogos como terceiro médio. No miolo, Pedro Gonçalves e Palhinha poderão ser opções. No trio lá atrás deverão manter-se Feddal, Coates e Neto. Borja e Quaresma são baixas para o clássico.

Onze provável do Sporting: Adán, Luis Neto, Coates, Feddal, Pedro Porro, Nuno Mendes; Pedro Gonçalves, Palhinha, Jovane, Nuno Santos e Vietto.

Onze provável do FC Porto: Marchesín; Manafá, Pepe, Mbemba, Zaidu; Uribe, e Sérgio Oliveira, Jesús Corona, Luis Díaz, Otávio e Marega

Declarações dos dois técnicos

Sobre o encontro Sérgio Conceição não quis dizer se considerava o Sporting deste ano mais forte do que o da última época, salientando apenas que os 'leões' são sempre candidatos ao título e que, por essa razão, uma vitória terá outro peso. "É um jogo que vale três pontos, mas contra um concorrente direto. O Sporting é sempre um histórico candidato ao título e claro que vale três pontos, mas três pontos importantes. Claro que três pontos agora não serão diferentes de três pontos mais à frente, mas obviamente num confronto com equipas com o mesmo objetivo esses três pontos têm outro peso", concluiu.

Já Rúben Amorim confirmou que João Mário não será em principio titular no clássico do próximo sábado. João Mário? Sabem a qualidade que ele tem, agora esteve muito tempo parado. Está convocado, mas não vai ser titular porque precisa de adquirir os factores físicos e conhecer os colegas." Sobre o jogo, o técnico promete um Sporting intenso e à procura da vitória frente aos campeões nacionais: "O Sporting o que tem que fazer é igualar a intensidade e a agressividade do FC Porto. Temos que ser muito fortes na abordagem do jogo. São equipas que já se conhecem. O Sporting tem que se atirar ao jogo de cabeça, tem que ser forte, muito intenso e a querer ganhar o jogo e querer enfrentar o jogo com muita intensidade", afirmou.

O Sporting recebe, este sábado, o FC Porto em partida a contar para a quarta jornada da I Liga.

Árbitro

Luís Godinho será o árbitro da partida do clássico do próximo sábado entre Sporting e FC Porto, com o auxilio de Rui Teixeira e Ricardo Santos. Hélder Malheiro será o quatro árbitro. Na Cidade do Futebol, responsável pelo VAR estará Tiago Martins auxiliado por Pedro Mota.

O Sporting recebe, este sábado, o FC Porto em partida a contar para a quarta jornada da I Liga. O encontro tem início às 20h30.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.