Desde que Bruno de Carvalho criticou os jogadores e os ameaçou com processos disciplinares que o Sporting só sabe ganhar. O líder leonino foi bastante duro para com os atletas da equipa principal de futebol, depois da derrota por 2-0 no Wanda Metropolitano, em jogo da primeira-mão dos quartos-de-final da Liga Europa. Os jogadores não gostaram e responderam em comunicado, o que levou BdC a ameaça-los com processos disciplinares. Este caso deu início a uma crise institucional no Sporting, com a ameaças de jogar com a equipa B mas também teve o condão de espicaçar os jogadores, obrigados a mostrar o seu brio e profissionalismo.

Com isso ganhou Jesus, intermediário na crise entre a equipa e o presidente, já que viu a equipa crescer e mostrar a 'alma de leão' nalguns jogos importantes.

Depois da crise iniciada por Bruno de Carvalho, a equipa do Sporting venceu quatro jogos seguidos, naquela que é a segunda melhor série da época. Os 'leões' começaram por vencer o Paços de Ferreira por 2-0 em Alvalade, na 29.ª jornada da Liga, continuaram com nova vitória em casa, agora frente ao Atlético Madrid, mas insuficiente para seguir em frente na Liga Europa. A equipa de Jesus foi ainda ao Restelo vencer o Belenenses por 4-3, equipa que tinha empatado com o Benfica (1-1) em casa e vencido o FC Porto (2-0). E na última quarta-feira, vitória frente ao FC Porto e consequente apuramento para a final da Taça de Portugal.

A melhor série de vitórias do Sporting aconteceu entre 19 de agosto e 16 de setembro, quando a equipa venceu seis jogos seguidos: Vitória de Guimarães (0-5), Steaua Bucasretes na pré da 'Champions' (5-1), Estoril (2-1), Feirense (3-2), Olympiacos na Champions (3-2) e Tondela (1-0).

Se o Sporting vencer os próximos dois jogos (Boavista e Portimonense), iguala a melhor série e entrará na penúltima jornada em casa com o Benfica com a hipótese de atingir a melhor sequência de vitórias da época e alcançar os rivais de Lisboa na classificação. Os 'leões' fecham o campeonato na Madeira, frente ao Marítimo e terminam a época a 20 de maio no Jamor, onde vão disputar a final da Taça de Portugal frente ao Desportivo das Aves.

As críticas de Bruno de Carvalho à equipa de futebol após a derrota com o Atlético de Madrid (2-0), na primeira mão dos quartos de final da Liga Europa, motivaram uma reação do plantel e a abertura de duas dezenas de processos disciplinares, que entretanto foram retirados pela administração da SAD ‘leonina’.

O sucedido deu também lugar a uma crise institucional, depois de o presidente da Mesa da Assembleia Geral do clube, Jaime Marta Soares, ter afirmado que Bruno de Carvalho não tinha condições para continuar, antes de a Holdimo, maior acionista externo da SAD, ter solicitado uma AG para debater a situação interna.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.