O defesa de 31 anos Nélson, que assinou um contrato de uma temporada com Belenenses, recordou alguns momentos da sua carreira em entrevista ao Maisfutebol. O antigo futebolista do Benfica assegurou que, quando se transferiu do Rio Ave para as "águias" (2005/06), esteve em negociações com o FC Porto mas acabou por viajar para Lisboa.

"Cheguei a reunir-me com dirigentes do FC Porto. O meu empresário era o José Caldeira, que é irmão do Adelino Caldeira, administrador do FC Porto. Por isso houve interesse, houve reuniões, mas eu sempre quis o Benfica. A minha ida para o Benfica acabou por ser misteriosa", disse o futebolista de 31 anos.

No entanto, Nélson revelou depois como acabou por assinar pelos encarnados: "estávamos num estágio, tínhamos acabado de almoçar e estávamos no quarto a descansar antes do treino da tarde. Uma pessoa veio ter comigo a dizer que tínhamos que viajar porque eu tinha de tratar de um documento. Ainda perguntei que documento... Só depois, quando estava no carro, percebi que ia de viagem para Lisboa. Quando já estávamos a chegar, disseram-me que ia assinar pelo Benfica. Fiquei logo a tremer", assegurou o luso-cabo verdiano.

Nélson não escondeu algum desapontamento por não ter chegado mais longe ao longo da sua carreira, devido a uma lesão, e revelou interesse de vários clubes europeus de topo: "Não gosto de falar muito do passado, porque pouco pode beneficiar. Mas tive muitos percalços. Por exemplo estava a afirmar-me na seleção nacional e tive uma lesão muito grave, que me obrigou a ficar um ano parado. Isso foi fundamental, porque nessa altura tinha propostas muito boas de clubes muito bons na Europa", revelando depois que teve "propostas do Aston Villa quando estava em grande e era seguido por Barcelona e Real Madrid".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.