O treinador do Marítimo, Pedro Martins, considerou hoje que o jogo de domingo com o Beira-Mar, da 28.ª jornada da I Liga de futebol, é de «grau de dificuldade elevado», por razões diferentes para as duas equipas.
Os madeirenses lutam ainda por um lugar que dê acesso às competições europeias e os aveirenses tentam assegurar a manutenção, duas razões apontadas pelo treinador para classificar o embate como «importante e decisivo para as duas equipas».
«Vamos ter um jogo difícil, como é normal nesta fase. O Beira-Mar precisa dos pontos e nós também. Penso que quem tiver mais controlo emocional e estiver mais sereno, terá mais vantagem», explicou Pedro Martins, em conferência de imprensa.
Depois de reconhecer que o Beira-Mar tem «jogadores jovens e irreverentes», Martins admitiu que, para o Marítimo chegar mais próximo do quinto lugar, «é imperativo vencer».
«É nessa perspetiva que vamos abordar o jogo, que é uma das três finais que nos faltam, embora não dependamos só de nós. Será jogo de grau elevado em que as duas equipas têm necessidade de vencer, por isso, quem estiver melhor vencerá», concluiu.
O Marítimo, 10.º classificado com 34 pontos, defronta o Beira-Mar, 16.º e último com 20, em Aveiro, no domingo, a partir das 16:00, sob arbitragem de Carlos Xistra, de Castelo Branco.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.