O FC Porto começou, este sábado, a época 2018/19 com um triunfo incontestável por 5-0 diante do Desportivo de Chaves no Estádio do Dragão. Os primeiros três golos, da autoria de Aboubakar (2) e Brahimi, foram marcados no primeiro tempo e Corona e Marius, acabados de entrar, selaram o marcador.

Resumo em vídeo

Os Dragões, que este ano estarão a defender o título de campeão nacional, foram a melhor equipa em campo, estando mais acutilantes no primeiro tempo e mais experimentais no segundo. Já o Desportivo de Chaves, agora comandado por Daniel Ramos, mostrou-se apático durante os 90 minutos, apresentando poucas soluções para fazer frente a um FC Porto que parece estar muito oleado para atacar a nova temporada.

Um dia depois de o Benfica ter arrancado com um triunfo sobre o Vitória de Guimarães (3-2), Sérgio Conceição decidiu repetir a equipa inicial que utilizou, há uma semana, na Supertaça Cândido de Oliveira, competição que acabou por vencer. Brahimi treinou limitado durante esta última semana, mas conseguiu recuperar a tempo e foi titular no ataque portista. O ‘onze’ do FC Porto foi o seguinte: Casillas, Maxi, Felipe, Diogo Leite e Alex Telles; Otávio, Sérgio Oliveira, Herrera e Brahimi; André Pereira e Aboubakar.

As melhores imagens do FC Porto 5-0 GD Chaves

O primeiro golo da partida surgiu aos 14 minutos e aconteceu à terceira tentativa de Aboubakar. Após erro de Ghazaryan, que perdeu para Otávio, este meteu rasteiro na área, André Pereira fez a simulação e o camaronês atirou para o fundo das redes.

Seis minutos depois, o avançado camaronês bisou novamente com a ajuda de Otávio. O médio brasileiro fugiu à defesa flaviense e serviu o avançado no coração da área, que só teve mesmo de encostar.

Brahimi, um dos melhores jogadores em campo, foi o responsável por fechar as contas do FC Porto no primeiro tempo. Desta vez foi Aboubakar que serviu o argelino, que rematou para o 3-0.

O quarto surgiu no segundo tempo, aos 71 minutos, com Corona a ampliar o resultado no Estádio do Dragão. Quatro minutos depois de ter substituído André Pereira, o mexicano aproveitou um mau passe dos médios do Desportivo de Chaves, tirou um adversário da frente e rematou forte em zona frontal.

Além da substituição de André Pereira por Corona, o treinador do FC Porto também trocou Otávio por Adrián Lopez (74’) e Aboubakar por Marius (81’), esta última pouco depois de João Teixeira ter sido expulso, deixando o Chaves reduzido a dez. Marius precisou apenas de sete minutos para fazer uma mão cheia de golos golos no Estádio do Dragão, estreando-se a marcar com a camisola azul e branca.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.