O campeonato português de futebol está oficialmente relançado depois da derrota do Benfica em Chaves e, agora, a vitória do FC Porto por 2-1 na receção ao aflito Santa Clara, em jogo da 28.ª jornada.

Pouco antes de entrar em ação, os dragões ficaram a saber da derrota dos rivais encarnados, que ainda são líderes, e da possibilidade de encurtar para quatro os pontos que os separam do primeiro lugar. E assim foi. O Santa Clara, último classificado, foi a presa ideal. Uribe e Namaso marcaram, em partes distintas, os golos portistas.

Quanto ao onze do FC Porto, as ausências nos dragões obrigou Sérgio Conceição a fazer algumas alterações, com as entradas de Eustáquio e Toni Martínez, para os lugares de Grujic e Taremi.

Aos 15 minutos, o FC Porto podia ter inaugurado o marcador, mas a bola embateu na trave. Galeno ganhou ao segundo poste de cabeça, a bola sobrou para Matheus Uribe, mas o colombiano acertou com a bola nos ferros. Toni Martínez ainda tentou a recarga, mas acertou novamente no poste.

Pouco depois da meia hora, Toni Martínez caiu na área no duelo com Nogueira e o árbitro não teve dúvidas em apontar castigo máximo para a equipa açoriana. Os dragões abriram o marcador através da marcação de uma grande penalidade, num remate fortíssimo de Matheus Uribe. Gabriel Batista ainda tocou na bola, esta levava muita força, mas não conseguiu evitar o golo portista.

Pouco depois, Galeno não dominou o passe de Matheus Uribe, Toni Martínez surgiu com perigo e o espanhol foi derrubado no duelo com Sagna. Alertado pelo VAR, o árbitro foi ver as imagens e assinalou novo castigo máximo favorável ao FC Porto. Na conversão, Otávio tentou enganar Gabriel Batista com um remate rasteiro, mas bola saiu ao lado da baliza.

Veja as melhores imagens do encontro

Já na segunda parte, Tomaso entrou aos 67 minutos para o lugar de Toni Martínez e, pouco depois, estava a festejar o segundo golo. Matheus Nunes ainda cortou a primeira investida de Galeno, a bola sobrou para Namaso e o inglês atirou à vontade para o segundo golo da noite.

Uma partida em que o FC Porto teve o controlo, apesar de ter feito o 2-0 apenas aos 80 minutos. Aliás, poucos antes, o Santa Clara conseguira trocar a bola com facilidade na área portista e o público demonstrara o seu desagrado.

A passividade portista deu lugar a algo esperado: os açorianos conseguiram reduzir em tempo de compensação com golo de Tagawa. Numa boa jogada individual de Gabriel Silva, este passou a bola a Tagawa que, de primeira, finalizou perante Diogo Costa.

Os dragões aproveitam assim da melhor forma a a derrota do Benfica em Chaves (1-0), passando a ter 67 pontos, a quatro pontos das águias. O Santa Clara, que sofreu a nona derrota seguida, mantém-se no 18.º e último lugar, com 15 pontos.

Veja o resumo

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.